Rui Costa Pimenta: “o apoio do PDT e do PCdoB ao bloco bolsonarista”

O companheiro Rui Costa Pimenta, presidente nacional do PCO, tratou, na Analise Politica da Semana que foi ao ar no dia 02 de fevereiro, dentro do panorama político nacional, do significado do apoio do PDT e do PCdoB ao bloco Bolsonarista no Congresso, que elegeu Rodrigo Maia (DEM) para presidente da Câmara. Mostrando, assim, o papel reacionário do PDT que tenta passar-se por partido de esquerda e o caráter capitulador, oportunista e confucionista da política do PCdoB, que realizou um grande desserviço a esquerda ao aliar-se com o bolsonarismo na Câmara.

O programa Análise política da Semana, reconhecido como a mais profunda analise política de toda a esquerda nacional, apresentado pelo companheiro Rui Costa Pimenta, vai ao ar todos os sábados às 11:30. Você pode assistir presencialmente no Centro Cultural Benjamin Perét, que fica na rua serranos, 90 – saúde em São Paulo, Capital ou ao vivo pelo canal Causa Operária TV no YouTube, pelo site causaoperariatv.com.br, Pelo Diário Causa Operária e pelas páginas do partido e do companheiro Rui Costa Pimenta no Facebook.

Leia o trecho da Análise:

… Bom, um segundo fator de esclarecimento, muito importante, foi o apoio do PDT e do PCdoB ao bloco Bolsonarista, porque… aqui tem uma coisa importante que é o seguinte, as pessoas tem aprender a distinguir os elementos da situação política pela experiência prática. Nos em várias oportunidades criticamos o PDT aqui, falamos que essa história de que o PDT e um partido de esquerda, isso aí é uma fantasia completa, uma invenção para efeitos eleitorais, que o cidadão na verdade é um integrante do PSDB um pouquinho resgatado, nada mais. Nós vimos toda a atuação do coro Gomes depois das eleições, os ataques contra o PT …  e aí o PDT ingressa no bloco Bolsonarista na Câmara, para dar apoio ao bloco de sustentação do governo, PDT também está participando da equipe econômica do Bolsonaro, então pela experiência, Rio bem que tem gente que ms o com a experiência tem dificuldade de aprender, isso a gente pode até na escola, tem alguns alunos não conseguem progredir de jeito nenhum, as vezes precisa de um atendimento técnico especializado. Na política tem a mesma coisa, tem gente que não consegue ver o negócio por mais que a realidade bata na cabeça dele.

No caso do PDT qualquer um pode inventar  explicações para mostrar porque que o PDT e o Bolsonaro estão de mãos dadas criando um bloco para, não desejar boa sorte como fez o Haddad, mas para viabilizar a política do Bolsonaro. E o mais curioso de tudo é  a presença do próprio PCdoB. Nós já havíamos falado que o PCdoB não… a política deles não era entrar na chapa do PT, entraram por acaso na última hora, por uma questão de conveniência e agora fica claro, PCdoB procurou montar um bloco com o PDT sem o PT dentro do congresso nacional e acabou votando no candidato do Bolsonaro, o que é uma coisa muito estranha para um partido que se diz de esquerda, que se diz até comunista. É muito fantasioso isso de comunismo, mas muita gente deve estar se perguntando o que está conhecendo. O PCdoB nós sabemos tem uma crise interna muito grande e muitos militantes devem estar neste momento se questionando, mas como esse partidos têm assim um funcionamento de tipo religioso, os dirigentes são umas explicações totalmente sem pé nem cabeça cabeça os militantes pela fé eles continuam acreditando naquelas coisas absolutamente absurdas até que chega o momento em que a coisa é totalmente insustentável.

A desculpa do PCdoB é  a seguinte, que a eleição eleição Câmara não tem uma importância ideologia, ela é uma coisa prática, você entra para conseguir alguma vantagem, o que é bobagem, porque a política nunca é  assim e a vantagem não veio também. O bloco do PDT/ PCdoB conseguiu uma secretariazinha para o PDT na mesa da Câmara, quer dizer, esse foi o ganho da operação toda e eu acho, concordo com todos aquele que fala que você  tem que ver o ganho, mas nós temos que ver também as perdas. Então se a center pesar a confusão que isso dai causa na luta contra a extrema-direita no Brasil, contra o golpe, em oposição, colocando na balança, em oposição a uma secretaria na mesa do Congresso, eu acho que o molho sai muito mais caso não que o frango. Isso daí é um trabalho para desorganizar, desorientar, desarmar, desfazer qualquer tipo de movimento contra movimento contra extrema-direita e o golpe.

Enquanto que uma parte da população é diretamente atacada pelos Bolsonarismo, enquanto que os Bolsonarismo lançam um programa geral de guerra contra a populacional em todos os terrenos, você vai lá lá faz uma frente com os Bolsonaristas, confundindo a  população, que os cidadão olha e fala, mas afinal de contas esse governo é de esquerda é de direita, ele é mesmo de extrema-direita, está lá o PCdoB, o Ciro Gomes, que era o grande nacionalista, está la também. É um desserviço total, com este tipo de atividade, com esse tipo de atitude vai demorar duzentos anos até que se consiga organizar um movimento de luta contra o bolsonarismo, que tenha clareza de que o Bolsonarismo precisa ser combatido.

Então isso mostra também o significado da ação política do PCdoB que está mais disposto na fazer acordos para sobreviver organizativamente dentro do regime do que organizar um movimento de luta contra o Bolsonaro, se alguém tem expectativa de que só PCdoB vai iniciar um movimento de luta contra o Bolsonaro, nós já temos exemplo suficientes para mostrar que isso não vai acontecer nunca.

Se preferir assista aqui o trecho selecionado: