Rui Costa Pimenta: “nós vamos cobrar um preço alto por essa política antidemocratica e ditatorial”

Rui

Da redação – O companheiro Rui Costa Pimenta, presidente do Partido da Causa Operária (PCO), explicou na última Análise Política da Semana, transmitida ao vivo todos os sábados às 11 horas da manhã pela Causa Operária TV, a questão fundamental para o próximo período de luta dos trabalhadores contra o golpe: como organizar as caravanas para ocupar Brasília no próximo dia 15 de agosto pela candidatura de Lula, pressionando o TSE com milhares de pessoas, de cada comitê, cada bairro, do chão de fábrica, da base dos movimentos sociais.

Veja a declaração na íntregra: 

“Nesse sentido, nós temos ai, duas pálidas iniciativas que a gente deve olhar com muito carinho neste momento. A primeira delas, mais anunciada, mais desenvolvida, é o chamado do PT para que se faça uma grande manifestação no registro da candidatura do Lula.

Então nós temos que, desde já, pois isso ai é daqui 1 mês, dia 15 de agosto, organizar uma manifestação monstro, aproveitar essa oportunidade que a direção do PT esta chamando, não temos que ficar na dependência do PT para fazer essa manifestação, pois nos vimos o que aconteceu nas anteriores, em que se ficou na expectativa que o PT e a CUT iriam levar um monte de gente para as ruas e acabou que eles não levaram ninguém. Então nos temos que apelar aos comitês, aos militantes, para fazer um verdadeiro ato de massas nesse dia. Temos que pressionar o sindicato, deputados para pagar, sim, mas não confiar que isso vai acontecer.

Tem que ser um movimento de auto-organizacao, de auxilo mutuo, onde voce organiza o pessoal, ali no chao, na base, aluga o onibus e vai.

A inscrição da candidatura do Lula é em Brasilia, no TSE (tribunal Superior Eleitoral), e isso significa que nos temos que fazer um grande ato, ocupar o TSE, não mandar 2 caras, tem que entrar la dentro com uma multidão e mostrar que a candidatura do Lula esta ai. Eles querem passar por cima, pisotear os direitos dele, que são os nossos direitos também, tudo bem, mas nos vamos cobrar um preço alto por essa política antidemocratica e ditatorial”.

Segue o vídeo do trecho da análise: