Rui Costa Pimenta: “Carta Capital se alia à extrema-direita contra Battisti”

Em uma decisão absolutamente ilegal do STF, proferida pelo ministro Luiz Fux, determinou-se prisão do exilado político italiano Cesare Battisti. O golpista Michel Temer, por sua vez, determinou, quase que imediatamente a decisão de Fux, a extradição de Battisti para Itália, onde é perseguido pela direita e extrema-direita, e onde fora condenado por estes a prisão perpétua, em um processo farsa no qual se inspira a Lava-Jato brasileira, que colocou o ex-presidente Lula na cadeia.

A decisão do STF confirma a completa adesão do Judiciário ao bolsonarismo, a extrema-direita, ao fascismo. Contudo, vemos elementos da esquerda moderada, dita “democrática” em uma frente única com a extrema-direita brasileira e Italiana para perseguir um ex-militante da esquerda que lutou contra o regime reacionário e semi-fascista da Itália nos anos de 1970.

A revista Carta Capital publicou em seu sítio um artigo extremamente reacionário sobre o caso Battisti, prontamente respondido pelo Diário Causa Operária.  Apoiando-se no moralismo da direita, acusa-o pura e simplesmente de assassinato comum. Reverberando a denúncia e a acusação farsesca da direita, vai mais longe retirando até  o caráter político dos supostos assassinatos.

O companheiro Rui Costa Pimenta, presidente nacional do PCO, dedicou a esta infeliz posição da Carta Capital algumas considerações esclarecedoras na última Análise Política da Semana.

Assista aqui: