Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
O presidente eleito Jair Bolsonaro e o futuro ministro da Justiça, Sérgio Moro, durante visita ao Superior Tribunal de Justiça (STJ).Foto José Cruz/Agência Brasil
|

Da redação – Em sua análise na TV 247, o presidente nacional do Partido da Causa Operária, Rui Costa Pimenta, afirmou sobre a crise do governo Bolsonaro, que o presidente está se afastando do ministro da justiça Sérgio Moro, que está desgastado, perdendo o cacife político com as revelações do The Intercept.

Moro está em situação complicada, tornou-se um peso morto para Bolsonaro. Os casos da Coaf e da Polícia Federal, revelam que “Bolsonaro cortou as asas do Moro”, segundo o presidente do PCO.

Moro continua com um prestígio político, pequeno, em um setor da classe média, mas a Lava Jato está muito desmoralizada. Por isso, surge a situação em que Moro pode ser demitido.

Moro, então, fica como pessoa figurativa no governo Bolsonaro.

E a Lava Jato está perdendo poder para não atingir setores da burguesia que estavam sendo alvejados. Por isso, perderam com o projeto contra o abuso de autoridade, há uma tendência no sentido de impedir o avanço da extrema-direita lava-jatista.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas