Rui Costa Pimenta: “a manipulação eleitoral vai da pesquisa às urnas”

Destacamos e transcrevemos um trecho do último Análise Política da Semana (06/10), em que o companheiro Rui Costa Pimenta, presidente Nacional do PCO, analisa o problema da manipulação eleitoral por meio de pesquisas e fraude das urnas eletrônicas, comprovadas mais uma vez pelos resultados das eleições presidenciais no último domingo. Leia aqui:

“E logicamente nós temos que contar com o grande fenômeno da eleição que são as urnas, não o eleitorado, eu vejo muita gente nas redes sociais confundindo, as urnas de São Paulo, não o eleitorado, as urnas. Porque as urnas de São Paulo dão resultado diferente do que o eleitorado pensa. Conseguiram inclusive convencer o Brasil que o Estado de São Paulo que é  o mais industrializados do país, centro das lutas políticas e sociais do Brasil inteiro é o Estado mais reacionários do Brasil. Este mito serve, logicamente, para apresentar como aconteceu nas eleições passadas com Aécio Neves deslanchando de maneira fulminante em São Paulo chegando no segundo turno, perdendo para Dilma Rousseff, vejam bem o número, por 2 milhões milhões votos e o TSE acabou de anular 3,6 milhões de Votos. Sobre isso daí ninguém fala nada, o pessoal  do PT colocou na cabeça que eles iam ganhar de qualquer jeito, parece coisa de gente louca furiosa, não veem nada do que está acontecendo nem protestaram contra o que está acontecendo, não falam de golpe, não falam nada, eles passaram para o espaço sideral na eleição.

Aí  uma pessoas fala, “não mas o Haddad está com 22%” e tal, primeiro comentário, ninguém sabe quem está com o que, estas pesquisas no Brasil elas são notoriamente um instrumento de manipulação, quando o Haddad ganhou a eleição em São Paulo ele estava em terceiro lugar até o último dia quase, a pesquisa visivelmente manipulada para impedir que ele ganhasse. Agora um cidadão faz pesquisa e todo mundo fala, não, está certo, como assim?  Alguém fala, “não,mas há muitos institutos independentes”, e onde é até estavam estes institutos independentes quando o Haddad estava em terceiro lugar aqui. Na eleição presidencial o Aécio Neves estava em terceiro lugar também até quase o último dia da eleição, de repente deu a louca no eleitorado de São Paulo e o cara foi para o segundo turno, como é que alguém pode estar confiante.”

A análise política vai ao ar todos os sábado ao vivo às 11:30, você pode assistir no site causaoperariatv.com; no Diário Causa Operária (DCO); no canal Causa Operária TV no YouTube e páginas do partido no Facebook.

Assista aqui também o trecho destacado: