Rui Costa Pimenta: “a chave da luta é ter independência da direita tradicional”

Rui Costa Pimenta, (PCO) faz palestra na UnB

Reproduzimos trecho do programa Analise Política da Semana, da véspera do primeiro turno das eleições (06/10) no qual o companheiro  Rui Costa Pimenta, presidente nacional do PCO, fala sobre o caminho a ser seguido pela luta dos trabalhadores para se alinhar com os interesses de todo o povo.

“A chave da luta contra o golpe, da luta contra a direita, é a independência do movimento de trabalhadores, dos movimentos democráticos, diante da direita tradicional, não do Bolsonaro, da direita tradicional: esse espectro que envolve todos os outros candidatos entre o Bolsonaro e o Haddad. Nada de frente conjunta com esse grupo, esse grupo é o pai do Bolsonaro.Tanto que o Bolsonaro é o candidato reserva.

Se no momento em que o STF começou a se mobilizar para excluir o Lula das eleições, se tivesse produzido uma grande mobilização de apoio ao Lula, a eleição estaria desmascarada. Agora há esse frenesi essa histeria do pessoal procurando saber qual candidato terá o efeito mágico superior ao outro candidato.

É preciso trabalhar no sentido de desfazer a confusão e restabelecer as coordenadas fundamentais da luta. Que é a luta do povo, dos trabalhadores, dos setores democráticos, contra os golpistas de conjunto. É possível restabelecer essa luta porque a outra política se desmoralizou no momento que o Ibope mostrou que Haddad está estacionado. A mágica não funcionou.

Na hora que sair o nome do presidente, seja qual for, devemos gritar “Fora“, “A eleição foi uma fraude“.