Rui Costa Pimenta: “a burguesia quer levar Alckmin para 2º turno”

alck

Rui Costa Pimenta analisa a estratégia da direita para colocar Alckmin no segundo turno contra o espantralho Bolsonaro.

“Em várias oportunidades eu falei que o quadro eleitoral é muito nebuloso e a gente não deve subestimar o adversário, ninguém vai ganhar a eleição por WO, que é mais o menos a ideia do PT. está aí o Bolsonaro, uma parte da direita não quer o Bolsonaro, lógico, tem o Lula, portanto “vamos pra eleição e vamos ganhar, praticamente não tem adversário”, essa é que é a ideia deles. Isso não é verdade, a burguesia estava esperando a definição da candidatura do Lula para colocar em marcha mais abertamente seu plano de ação.

Segundo o que a imprensa fala Bolsonaro está mais ou menos consolidado na sua votação, sub entende-se daí que a burguesia acha que Bolsonaro é um pato para segundo turno. Porque ele é vilão, mal, antipático, desagradável, politicamente incorreto e tem a capacidade de se indispor com metade do eleitorado, que são as mulheres. Tanto que a direita lançou um movimento independente (toda vez que aparecer um movimento sem cores definida você pode ter certeza que tem a direita por detrás) que se chama mulheres contra Bolsonaro. E o impacto é enorme.

Aí nós temos o candidato do coração dos grandes capitalistas que é o Alckmin, que a própria imprensa burguesa diz que não decola, entretanto se os votos de Alvaro Dias, Amoedo e Meireles, migrarem para Alckmin ele passa para 19%. Aí nos temos a inigualável Marina Silva, que vem caindo, e cujos votos a direita também quer transferir para o Alckmin. E nós temos dois candidatos da esquerda (no linguajar de imprensa, claro) Ciro Gomes e Haddad.

A partir daí nós podemos traçar diversas conjecturas, mas o que nós temos de fato é o ataque no Paraná, ou seja, vote eme mim ou eu acabo com você, dessa forma eles rapidamente vão chegar num acordo com Álvaro Dias, depois Meireles, depois Amoedo. E aí a partir da ideia do voto útil eles vão tentar levar o Alckmin para o segundo turno contra o Bolsonaro. Daí vão dividir os votos da esquerda, a imprensa está estimulando uma guerra entre Ciro Gomes e Haddad, e vocês devem se lembrar que o Aécio até poucas semanas antes da eleição passada estava em terceiro lugar, de repente ele veio correndo lá do fundo e quase empatou com a Dilma. Eu acho que está sendo agora colocado de maneira mai definida o plano dos golpistas de levar o Bolsonaro com o Alckmin para o segundo turno.

Aí com certeza Marina vai chamar voto no Alckmin, Ciro vai chamar voto no Alckmin, Haddad até já chamou. Vai todo mundo chamar voto no Alckmin e nós teríamos evitado o desastre total, que é cair na mão do Bolsonaro. Na verdade o público vai ficar muito feliz de ter derrotado um espantalho votando no principal monstro da eleição que é o Alckmin.”