HAMBURGUER CE1920
SHARE

Bloco Vermelho encheu as ruas da capital do País

Rui no DCM

Rui C. Pimenta: “CPI é palanque eleitoral para a direita em 2022”

Os temas mais quentes do momento foram destacados na análise política desta quinta-feira no DCM. Rui Costa Pimenta convoca a todos para o 1º de maio na Praça da Sé.

Café da Manhã no DCM – Presidente do PCO participa de análise política

Nessa quinta-feira (29), o presidente do PCO participou novamente do Café da Manhã na DCM TV. O programa, comandado por Leandro Fortes e mediado por Sara Goes, ocorre toda quinta às 9h30. Abaixo, um resumo dos principais momentos dessa análise política que é fundamental para entendermos os acontecimentos políticos do Brasil e do mundo.

CPI

Os recentes embates do governo contra a CPI que tramita no Congresso Nacional são uma demonstração de que trata-se de um ataque direto ao governo Bolsonaro. Tal ataque é realizado pelo chamado “centro”, ou seja, a direita tradicional, e tem o objetivo de minar a candidatura de Bolsonaro para 2022 ao mesmo tempo em que eleva à condição de candidato um novo nome mais maleável e controlável do ponto de vista da burguesia. “Podemos esperar bastante escândalo político com essa CPI. Ela é uma espécie de palanque eleitoral contra Bolsonaro. É importante ter em vista onde é que a CPI quer chegar. Não quer derrubar Bolsonaro, não vai resolver o problema da pandemia no Brasil, não tem nada a ver. Enquanto a CPI estiver correndo, [milhares] de brasileiros vão continuar morrendo (…)”, disse Rui Costa Pimenta.

Do ponto de vista da esquerda, isso tudo é positivo porque abre várias possibilidades de denúncias políticas. “Eu espero que a sujeira escape de todos os lados, não só do lado de Bolsonaro. Estou torcendo para que Bolsonaro reaja, e ele está reagindo – esse processo não será como o de Dilma Roussef quando o PT ficou pasmo apanhando e olhando – e vai espirrar sujeira para todo lado. (…) O que está em pauta é encontrar um candidato para o grande capital e o imperialismo em 2022”, completou.

O mecanismo para fazer surgir esse candidato dentro da CPI está em fazer ruir o eleitorado bolsonarista de classe média e, ao mesmo tempo, reduzir seus eleitores em algo em torno de 15 ou 20%. Isso abre espaço para um novo candidato de direita como Huck, Doria, Mandetta ou Eduardo Leite. “O pessoal não pode acreditar que um Renan Calheiros, que é um verdadeiro cangaceiro do Congresso Nacional – ele foi líder de Collor no Congresso, papel que não pode ser esquecido –, que ele irá agora trabalhar em função da esquerda e da democracia. Seria de uma ingenuidade total. Eles estão com seu próprio jogo”, afirmou o dirigente revolucionário.

Fantasias da esquerda

Há um tipo de atitude em que a esquerda pratica uma política baseada em ilusões, como, por exemplo, acreditar que um direitista se arrependeu e domará esforços na luta popular, de que as instituições burguesas adotarão medidas democráticas ou que a imprensa capitalista irá servir aos interesses do povo. O próprio Karl Marx chamou isso de “cretinismo parlamentar”, o que poderíamos traduzir como “idiotice” ou “estupidez parlamentar”.

“Marx, sobre a Revolução de 1848 na Alemanha, [em matérias sobre o assunto], falava o seguinte: enquanto a direita está mobilizando tropas, armando o pessoal e se preparando para a guerra civil, a esquerda fica no discurso dentro de um parlamento. É uma política feita de palavras e de ilusões, uma política muito típica de setores que são vacilantes, hesitantes, e que não têm efetivamente uma força social definida. Se a esquerda fosse uma esquerda apoiada firmemente sobre os trabalhadores, ela teria muito mais realismo político. Como ela não se apoia sobre nada, ela vive desse ‘cretinismo parlamentar’, da ilusão de que tudo irá se resolver pelo voto, então ela tem essa conduta grotesca. (…)”.

Rui Costa Pimenta

Elogiar Folha de S.Paulo e elogiar a Rede Globo (um dos principais inimigos do povo brasileiro), elogiar Reinaldo Azevedo, por exemplo, são absurdos cometidos ultimamente pela esquerda. O PT e o PCdoB, por exemplo, estão cheios de parlamentares que não agem sobre a base da política real e concreta. O PT durante o golpe foi massacrado sem qualquer reação justamente por conta dessa política de ilusões institucionais. Hoje, esses mesmos creem que o STF já garantiu que Lula será candidato em 2022 dependendo apenas de uma boa campanha, algo completamente absurdo.

1º de maio

O caso do Dia do Trabalhador com live on-line com a participação de Fernando Henrique Cardoso é um outro exemplo dessa política ilusória. Uma coisa completamente grotesca e ininteligível, algo que não dá para acreditar nem entender. O presidente do PCO declarou: “Eu acho que você ser bobo na política, fazer o papel de trouxa, é até pior que determinados crimes políticos (…) por que isso leva tudo para o abismo, é inacreditável e a política da CUT e do PT se encaixa nisso. Frente única com FHC por quê? A única coisa que conseguirão com isso é ‘levantar a bola’ de um cadáver político que é o PSDB. Ao invés de enterrar o PSDB de uma vez, eles querem tirar o cadáver do túmulo e faze-lo andar por aí”.

Doria deu um golpe ao impedir o ato na Avenida Paulista alegando que a direita já havia agendado anteriormente uma outra manifestação no mesmo local. O ato foi transferido para a Praça da Sé. O 1º de maio é um dia de luta do trabalhador, do operário, a data foi escolhida por causa da execução de vários militantes políticos anarquistas norte-americanos, os chamados mártires de Chicago que simbolizam todos os mártires da classe operária que morreram nas mãos da burguesia.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.