Roubo do Pacaembu: Bruno Covas quer entregar estádio

pacaembu

Bruno Covas (PSDB) prefeito em exercício de São Paulo, e atual primeiro-mandatário da gestão Dória, pretende dar continuidade à pérfida política de privatizações dos bens públicos da capital.

O primeiro alvo é o Complexo do Pacaembu, que está para ser entregue aos tubarões do grande capital por meros 37 milhões de reais como proposta mínima. Um verdadeiro assalto contra o patrimônio público.

A meta desta gestão neoliberal capitaneada por Dória não para por ai. É ainda mais audaciosa digna de reconhecimento pela Escola de Chicago. O objetivo é entregar 106 parques, o Mercado Santo Amaro, 27 terminais de ônibus, 22 cemitérios e 1 crematório, a Gestão do Bilhete Único, o Anhembi, Interlagos e outros espaços públicos praticamente de graça ao setor privado.

Ou seja, liquidar totalmente o patrimônio público da capital paulista e escoar a corrosão do neoliberalismo com privatizações e cortes nos serviços públicos, objetivando explorar ao máximo os espaços financiados com verba da população trabalhadora em benefício dos parasitas capitalistas.

A política de privatização se resume na política de terra arrasada, que visa entregar todo patrimônio paulistano aos monopólios imperialistas de forma gratuita, garantindo a política de colonização originada pela vassalagem da gestão do PSDB e do Golpe de Estado, aprofundando ainda mais a crise econômica em detrimento do povo trabalhador.

Por isso é fundamental lutar contra o golpe de Estado e defender a liberdade de Lula! Todos para Brasília no dia 15/08. Lula livre!