Roubo “autorizado”: pedágios mais caros em SP

pedagio_com_radar

Mais um reflexo do golpe, as concessionárias de rodovias estaduais aumentaram as tarifas de pedágio nesse domingo (dia 1), em R$ 0,30 em várias praças. Os valores mais altos são os dos pedágios da Anchieta (Riacho Grande) e Imigrantes (Paraitinga), que agora custam a quantia absurda de R$ 26,20.

As tarifas contratuais de 19 concessionárias foram reajustadas em 2,85% – índice relativo ao IPC-A acumulado entre junho do ano passado e maio desse ano. O reajuste foi publicado no Diário Oficial do Estado na última terça-feira (26). Com os tucanos é assim, os salários dos servidores ficaram congelados por quatro anos, mas os pedágios tem aumentos garantidos para garantir o lucro das grandes empreiteiras que controlam esse lucrativo negócio.

O pedágios são roubos “autorizado”, pois já pagamos o Imposto sobre Veículos Automotivos IPVA, que deveriam ser destinados para arrumar as ruas do municípios e as estradas, porém isso não ocorre.

Os pedágios é o cerceamento de um direito básico, o direito de ir e vir, se a pessoa não tiver dinheiro para pagar o pedágio, está proibido de passar em diversas estradas.

Pedágio é a privatização da estrada, é cada dia tá ficando mais caro, nenhuma categoria ganhou aumento real sobre a inflação, o desemprego aumenta e o combustível aumentou.

Logo a maioria da população terá que andar de “bicicleta”, pois é ainda o único “veículo” que não paga pedágio, IPVA e não precisa de combustível fossil, mais sim humano.

Os golpistas querem matar metade da população de fome e a outra metade dos pobres trabalhar sem direitos trabalhistas, sem direito a viagens e sem lazer.

Somente co a mobilização popular vamos reverter todas as atrocidades do golpe, como o impeachment de Dilma Rousself e a prisão de Lula.