Rodrigo Maia revela: ala direita do PT fez acordo para votar em deputado bolsonarista para presidência da câmara
Bolsonaro se reúne com Maia em Brasília.
Rodrigo Maia revela: ala direita do PT fez acordo para votar em deputado bolsonarista para presidência da câmara
Bolsonaro se reúne com Maia em Brasília.

Há um fenômeno muito curioso se desenvolvendo no interior do PT. O leitor desavisado poderá ficar um tanto surpreso, mas para os que acompanham este Diário e a imprensa da Causa Operária não é nenhuma novidade: trata-se da bolsonarização da ala direita do PT.

Essa verdadeira metamorfose é um processo que vem se desenvolvendo desde o golpe de Estado que derrubou Dilma em 2016. Na época, vimos um setor do PT apressado, agindo para que o partido ‘virasse a página do golpe’, na já consagrada expressão de Humberto Costa, e que culminou na malfadada campanha das ‘Diretas já’. Posteriormente, esse mesmo setor buscou abandonar a candidatura não só do Lula, mas do PT de conjunto, em prol da candidatura de Ciro Gomes. Agora, mais recentemente, pudemos ver a ação abertamente bolsonarista por parte dos governadores do PT Camilo Santana, do Ceará e Rui Costa, da Bahia, onde entre outras loucuras consta a defesa da política do ‘bandido bom é bandido morto’, marca registrada da extrema-direita. Não é coincidência que ambos os governadores são aliados de Ciro Gomes.

Essa bolsonarização da ala direita do PT se reflete não só na política dos governadores do nordeste, mas também se manifestou na votação para a presidência da câmara dos deputados federais. De acordo com contagem feita por Lindbergh Farias foram 16 os deputados do PT que romperam com a orientação de voto em Marcelo Freixo, do PSOL e votaram em Rodrigo Maia, o candidato do governo Bolsonaro. Embora a votação seja secreta, o próprio Rodrigo Maia acabou revelando, em entrevista para o jornal golpista Estado de São Paulo, parte dessa manobra. Essa declaração gerou resposta por parte do líder do PT na câmara, Paulo Pimenta, que negou ter traído Maia em resposta para o mesmo Estado de São Paulo.

De acordo com Maia, um grupo de parlamentares petistas teriam ido a sua casa para discutir o apoio. Maia afirmou que antes de discutir um eventual apoio precisaria conversar com o PSL primeiro, afinal a sua candidatura não poderia aparecer diretamente envolvida com o PT, afinal, o partido não está na oposição? Os petistas teriam dito ‘problema nenhum’ em resposta, de acordo com Maia.

Este trecho é muito ilustrativo, consegue condensar a essência do papel que a ala direita do PT tem prestado. Rodrigo Maia é casado na igreja e no cartório com Bolsonaro. A ala direita do PT procura Rodrigo Maia na calada da noite, buscando oferecer os seus “serviços” a preços módicos. Rodrigo aceita prontamente o galanteio, mas não sem antes deixar claro: tem que ser escondido, não podemos andar de mãos dadas por aí. A minha esposa não gosta…

A ala direita do PT já não procura disfarçar, ela está agora operando em plena luz do dia o seu processo de bolsonarização, de adaptação ao governo Bolsonaro. Caso essa política de baixo meretrício da direita do PT se saia vitoriosa na luta interna do partido os resultados seriam catastróficos para o conjunto da população brasileira, uma vez que fortaleceria a extrema-direita e ajudaria a consolidar o regime que os golpistas estão criando.

A ala esquerda do PT deve denunciar e combater a bolsonarização da ala direita do PT e mobilizar toda a sua base em torno da liberdade de Lula, como corretamente a direção do partido já deliberou, mas também pelo ‘Fora Bolsonaro!’.