HAMBURGUER_1
SHARE
COMANDO DE GREVE

São Paulo: vermelho marcou presença em ato por “Fora Bolsonaro”

Manter e ampliar!

Rodoviários continuam em greve em Franca (SP)

Operários do transporte se mobilizam no interior de São Paulo

Empresa faz parte de grupo que possui mais de 20.000 funcionários – Foto: Reprodução

Publicidade

Como em vários outros setores do transporte no país, os trabalhadores da empresa de ônibus São José, do município de Franca, entraram em greve dia 19/06, Sábado, por conta da situação atual da crise.

O principal motivo para a paralisação é a falta de pagamento dos salários. Esse problema existe desde o início do mês, 5 de junho, de acordo com o sindicato dos trabalhadores da categoria, sindicato dos rodoviários. A imprensa, a serviço da burguesia, reforça seus velhos argumentos sempre tentando deslegitimar a luta: “Em torno de 20 mil passageiros são prejudicados”, um desrespeito aos usuários e à ordem pública (blá, blá, blá).  

A empresa São Jose foi fundada em 1957 por Domingos Delfilpo e o nome da instituição é uma alusão ao Patrono da Igreja Católica, ao longo dos anos a empresa passou nas mãos de vários proprietários, hoje é parte do Grupo Belarmino, sob a forma de concessão dada pelo município. A concessionária hoje conta com quase 400 funcionários e possui uma frota de aproximadamente 100 ônibus. Vale ressaltar que o Grupo Belarmino a nível nacional tem  20.000 funcionários e mais de 4.000 ônibus.  

A empresa concessionária “São José” deixou de fazer o pagamento, segundo ela, por causa do Lockdown de duas semanas na cidade de Franca, por conta da pandemia, e que por isso ficou sem receita no período. Aí está a prova da falácia das terceirizações e privatizações, as empresas que vivem do lucro e que se sustentam nas costas do trabalhador não conseguem, aparentemente, se sustentar em um momento de crise, sem levarmos em conta que o trabalhador desse setor é um dos mais expostos à contaminação pelo COVID-19 e as empresas do ramo já voltaram praticamente à normalidade.

Por esses motivos o Diário da Causa Operária e o PCO sempre defenderam que as empresas sejam estatizadas e controladas pelos conselhos dos trabalhadores e os custos sejam arcados não só pelos trabalhadores, mas acima de tudo pelo Estado, sem empregadores empresariais. Nesse momento defendemos de maneira imediata, a redução da jornada de trabalho e também que as greves da categoria tenham um caráter político de chamada pelo Fora Bolsonaro, grevistas precisam acompanhar as manifestações de rua contra o governo genocida.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.