Roberto Requião diz que general Villas Bôas está “do lado do povo”

requiao novo

Roberto Requião é o novo pré-candidato “abutre” à presidência de República, que depois de cansar de dizer que é amigo de Lula, está se apresentando como candidato do MDB, antigo PMDB.
Segundo Requião, sua candidatura será uma opção para os nacionalistas, caso a candidatura de Lula não seja legalizada, mostrando que está disposto a ajudar o golpismo legalizar o golpe através das eleições de 2018, abandonando a palavra de ordem de “Eleição sem Lula é fraude”.
Se não bastasse Requião se juntar aqueles que vão entrar no jogo das eleições para legitimar a fraude, Requião também deu entrevista elogiando os golpistas militares no Brasil.
Chegou ao ponto de afirmar que o general Villas Bôas está do lado do povo, ou seja, Villas Bôas quer lutar contra o golpe?
Claro que não! O general Villas Bôas foi o militar que colocou a “faca no pescoço” do STF (Supremo Tribunal Superior), dizendo que se os ministros aprovassem o habeas corpus de Lula, ou seja, seu direito constitucional para ficar livre antes do trânsito em julgado, as Forças Armadas entrariam em cena.
Requião ainda afirmou que as Forças Armadas estaria fazendo seu papel, defendendo os interesses dos brasileiros, ou seja, para o “nacionalista” Requião, as forças armadas estão fazendo intervenção nos estados, como no Rio de janeiro para defender o povo.
Requião “abutre” do PMDB, partido tradicional da burguesia, está mostrando porque o caciques do PMDB expulsaram a senadora Katia Abreu de Goiás do partido, mas não expulsaram Requião, pois Requião é amigo dos militares golpistas.