Política da direita civilizada
Política genocida do PSDB e do MDB causam uma situação catastrófica no Estado

Por: Redação do Diário Causa Operária

A situação no Rio Grande do Sul está fora de controle. A Secretaria Estadual da Saúde (SES) confirmou nesta terça-feira (2) 185 novas mortes por COVID-19 no Rio Grande do Sul. Trata-se do maior número de óbitos já divulgados em 24 horas pelo governo do Estado. Estado registrou hoje mais 6.215 novos casos da doença, com o total de contaminados chegando a 649.678 pessoas.

O Painel da Secretaria de Saúde aponta que 2.818 pacientes estavam internados até o início da tarde. Total de leitos disponíveis é de 2.820. O Rio Grande do Sul atingiu 100,1% de ocupação dos leitos de UTI disponíveis, conforme mostra o painel de monitoramento da Secretaria Estadual da Saúde. Na atualização das 14h07 nesta terça (2), o estado contava com 2.818 pacientes internados. O total de vagas é 2.820.

Enquanto isso, agora, o total de óbitos na pandemia é de 12.654. O Rio Grande do Sul registrou mais 6.215 novos casos da doença, com o total de contaminados chegando a 649.678. Desse total, 93% estão recuperados.

O iminente colapso do sistema de saúde local é resultado das decisões do governo de um dos senhores científicos, o tucano Eduardo Leite (PSDB), também conhecido no estado como ”Bolsoleite” e a capital, Porto Alegre, tem no comando o gestor Sebastião Melo (MDB), – apoiador explícito de Bolsonaro – que pediu a população que pague com a vida para salvar a economia durante a pandemia do coronavírus.

Os gaúchos estão pagando com a vida por culpa desses governos direitistas, que levaram a situação a um verdadeiro caos, enquanto os ”gestores” fingem que são pessoas civilizadas ao mesmo tempo em que não fazem absolutamente nada para mudar a situação e salvar o povo da morte, pelo contrário, querem que a população dê sua vida para salvar a economia.

Finalmente, somente com a derrubada de ambos através de uma grande mobilização popular é que a população do Rio Grande do Sul vai ter chances no enfrentamento da pandemia, até lá é só politicagem demagógica, pois a medida do confinamento (lockdown) imposta se mostra impossível para a maioria da classe operária, que se aglomera no transporte público todos dias para trabalhar.

Um verdadeiro isolamento para diminuir as taxas de contágio deveria vir acompanhado de testes em massa, vacinação imediata, isolamento controlado e garantias econômicas para a população sobreviver durante este período. Os golpistas do PSDB e do MDB, no entanto, estão longe de promover isto, fazendo com que o país sofra por muito tempo sob o descaso da burguesia com a vida da população.

Send this to a friend