Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit

A falta de professores foi o que adiou o início do período letivo em escolas na rede municipal de Educação do Rio. Mais de 150 escolas do município estão sem aulas por falta de professores, segundo o Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação do Rio de Janeiro (Sepe-RJ).

No início do mês, o secretário municipal de Educação, Cesar Benjamin, admitiu, nas redes sociais, que a cidade do Rio tinha perdido 2.287 professores nos últimos 12 meses, e que iria tentar ampliar esse número através de convocações de professores concursados. No entanto, o secretário  pediu a contratação de apenas 1.685 docentes, mas recebeu autorização para contratação de somente 500 docentes.

Em uma fila de espera para vagas de professor, um professor que passou no concurso disse continua esperando ser chamado: “Eu trabalho em outra área justamente porque o prefeito não convoca pro concurso. Eu fiz concurso e não houve convocação”, lamentou.

Enquanto o governo golpista de Temer tem gasto “rios de dinheiro” com a intervenção militar para reprimir e até matar a população negra e pobre do Rio de Janeiro, as crianças estão sem aula por falta de contratação de professores e os governos da Capital e do Estado, daca vez mais, alegam que faltam recursos para atender às necessidades fundamentais da população.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas