Repressão
Roubar a população com a aplicação de multas é uma política criminosa que não resolve a falta de acesso da população a equipamentos de proteção
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Rio de janeiro RJ 15 04 2020-� A ação foi promovida pela Ordem Publica e teve o objetivo de verificar o descumprimento do decreto municipal, que traz medidas restritivas ao funcionamento de atividades não essenciais para evitar aglomerações e impedir o crescimento do novo coronavirus.foto PMRJ
Guarda Municipal do Rio de Janeiro aplicando a política de repressão do governo do Estado | PM do RJ

Completou-se um mês de vigência da lei que obriga o uso de máscaras pelo governo do estado do Rio de Janeiro. Pretensamente para combater a epidemia do novo coronavírus, penalizando em até 107 reais quem for abordado sem máscara em locais públicos, 3.959 multas foram aplicadas sobre a população.

Esta lei é em primeiro lugar demagógica, uma vez que, como medida isolada é totalmente inefetiva. A própria OMS, órgão dirigido pelos interesses imperialistas e insuspeito de qualquer parcialidade em favor da população, defendeu que as medidas de enfrentamento da epidemia do novo coronavírus só são efetivas se acompanhadas de testagem massiva da população e acompanhamento dos casos positivos.

Como se sabe, o Brasil está entre os países que menos testam a população. É por esta razão que a epidemia está completamente fora de controle no Brasil e no estado do Rio de Janeiro em particular. Uma epidemia só pode ser enfrentada com política pública, e isto não há em lugar algum.

Segundo, esta lei é demagógica porque o mesmo governo genocida que exige o uso de máscaras pela população, reduz a circulação de transporte público – que já era sucateado antes da pandemia – em benefício exclusivo das empresas concessionárias. Assim, coloca a população como carga viva em ônibus, metrô e trens lotados, onde com ou sem máscara, a transmissão do vírus opera quase sem obstáculos. Este é o governo que se dobra à pressão de seus patrões – os banqueiros – liberando a abertura total da economia e planejando a retomada presencial das aulas nas creches, escolas e universidades, abertura esta que pode, segundo projeções, fazer saltar o número de mortes pela Covid-19 entre crianças, de aproximadamente 300, para 17 mil!

Esta lei não é apenas criminosa, como completamente ineficaz para combater o coronavírus. Isto porque roubar a população com a aplicação de multas não resolve a falta de acesso da a equipamentos de proteção. Pelo contrário. Qualquer medida que tire recursos da população neste momento, apenas dificulta que as pessoas combatam a pandemia. Desde o golpe de 2016 as condições de vida da população vem sendo destruídas.

Desde que assumiu o governo, o fascista e ilegítimo Bolsonaro acelerou essa destruição. Pela primeira vez na história o número de brasileiros desempregados superou o número de brasileiros com emprego. A pandemia foi usada para legalizar a redução e a suspensão de salários e liberar as demissões em massa. Para a população sem renda ou com renda insuficiente para manter a si e a sua família, a aquisição de máscaras é inviável. O que fica claro no fato das próprias pessoas que estão recebendo auxílio emergencial estarem gastando o dinheiro com comida, lutando para não morrerem de fome.

Distribuir máscaras, um item essencial para o combate à pandemia, é dever do Estado. Leis como essa são medidas criminosas de repressão e de fome que servem tão somente para colocar sobre os ombros da população a responsabilidade pela epidemia – da qual ela é a vítima – e isentar completamente os governantes da sua omissão e da sua responsabilidade por ela.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas