CAB

Tinhorão: a defesa intransigente da genuína Música Brasileira

Moral piegas e conservadora

Ricardo Nunes, um homem do “Escola sem Partido”

Nunes é mais um desses políticos da direita, cujo objetivo é enquadrar o professor como "doutrinador ideológico" e engessá-lo com medidas autoritárias,

Ricardo Nunes e Bruno Covas. – (Foto: Zanone Fraissat/Folhapress)

Com a morte neste domingo do prefeito Bruno Covas (PSDB), São Paulo terá como substituto o vice de Covas, que assumirá a prefeitura. Ricardo Nunes (MDB), que já vinha assumindo o posto interinamente, é ainda mais conservador, e tem se aliado às propostas que combatem não só o projeto “Escola Sem Partido”, mas também à discussão de gênero nas Escolas.

Ricardo Nunes vem se manifestando dando declarações de que vai fazer um governo de continuidade do que vinha sendo feito por Covas. É o que vem sinalizando para a sociedade que guarda alguma expectativa sobre isso. 

Tendo aparecido em 2004, o Escola Sem Partido,  é um movimento que se pretende como oposição ao que muito se ouviu falar da extrema direita, principalmente dela, contra a doutrinação ideológica”, que se fazia em sala de aula pelos petistas e comunistas. Essa fala, também defendida por Nunes, traz a alegação de abuso de autoridade praticada por professores dessa linha de doutrinação, e, segundo defende, poderia levar à prisão dos professores.

 Essa interpretação tem buscado alinhar as pessoas a certas convicções religiosas, onde somente uma moral piegas, conservadora e preconceituosa, possa ser apresentada no sistema de ensino ao aluno.

Como se pode ver, a política defendida por Nunes é totalmente fascista, e dá mostras de que, realmente, vai manter o mesmo tom anterior. O que deixa claro a necessidade de unir esforços contra esse direcionamento político para, não só mudar o entendimento e a visão da escola, como também de tirar do comando da secretaria de ensino e da prefeitura, pessoas como Nunes que mais não é do que um verdadeiro golpista.

O Fora Bolsonaro e todos os golpistas como o são Nunes e Dória, precisa ser uma prioridade para que possamos dar um passo decisivo nas mudanças que nosso país tanto ânsia por ver, e que, consequentemente,  tornou-se uma questão de sobrevivência para todos os trabalhadores.

É necessário continuar a mobilização impulsionada sobretudo pelo ato nacional de 1º de maio, realizado em São Paulo, e ampliar ainda mais as manifestações, exigindo vacina, auxilio e a derrubada de todos os golpistas.

 

 

 

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.