Método bolsonarista
Portal ligado da esquerda pequeno-burguesa distorce o posicionamento do Partido, que é contra a censura a qualquer indivíduo
30010301662_ad421e5b9d_k
Por defender a liberdade de expressão, inclusive de Trump, PCO é atacado pela esquerda bolsonarista | Foto: Gage Skidmore
30010301662_ad421e5b9d_k
Por defender a liberdade de expressão, inclusive de Trump, PCO é atacado pela esquerda bolsonarista | Foto: Gage Skidmore

Na última quinta-feira (14), a Revista Fórum publicou um artigo calunioso contra o Partido da Causa Operária (PCO), intitulado “Allan dos Santos compartilha vídeo pró-Trump de Rui Costa Pimenta, do PCO”, assinado por Lucas Rocha.

O conteúdo da matéria trata do posicionamento do Partido, manifestado pelo seu presidente nacional, Rui Costa Pimenta, a respeito da censura contra o presidente dos EUA, Donald Trump, por parte dos monopólios imperialistas que dominam as redes sociais. A extrema-direita, incluindo a brasileira, como se vê atacada, repercutiu a posição do PCO através de alguns de seus porta-vozes, como o blogueiro Allan dos Santos.

Ao publicar uma matéria que afirma que a posição do PCO é “pró-Trump”, o pseudojornalista procura apresentar de maneira completamente deformada a política do Partido sobre o tema. 

Não se trata de apoiar Trump, cuja política é antagônica ao programa e aos princípios revolucionários e marxistas do Partido, mas sim de denunciar os ataques a um dos mais elementares direitos democráticos, que é a liberdade de expressão. Ataques esses feitos pela burguesia imperialista, inimiga número um dos trabalhadores do mundo todo.

A esquerda pequeno-burguesa, devido à sua total integração ao regime burguês, adapta para si cada vez mais características da política reacionária do imperialismo. Sob a desculpa de lutar contra o fascismo, a esquerda apoia medidas fascistas como a censura à liberdade de expressão. No entanto, já deveria estar careca de saber que, embora a extrema-direita seja, aparentemente, o alvo dessa perseguição, isso se voltará em breve, e com uma força muito maior, contra a própria esquerda.

Afinal, se Trump pode ser censurado por supostamente incentivar uma ocupação de um prédio público, por que uma liderança dos movimentos populares não seria censurada por promover uma ocupação de um prédio público, método tradicional de luta dos explorados? O próprio Rui Costa Pimenta já foi processado pela direita por propor que os trabalhadores cercassem o ex-presidente Lula e o protegessem caso a Polícia Federal tentasse prendê-lo. Esses processos não são uma medida abertamente reacionária?

O jornalista, porém, discorda. Acredita que é válido e que realmente as pessoas devem ser censuradas por exporem suas opiniões. Para ele, o Estado burguês tem o direito de reprimir os cidadãos que emitem uma opinião diferente daquela dos grandes capitalistas inimigos do povo.

Mas ele não apresenta essa ideia através de argumentos, com uma crítica explicativa e construtiva, senão por meio da mais rasteira calúnia e difamação. Esse método demonstra a maneira pela qual a esquerda pequeno-burguesa encara os problemas políticos. Ao invés de esclarecer, debater, discutir, ela parte para ataques baixos, rasteiros. Igual aos bolsonaristas.

Ao mesmo tempo, revela uma contradição que deveria deixar qualquer jornalista imerso em um dilema existencial. É favorável a censurar Trump por ser um mentiroso e falsificador, mas para atacar os que pensam diferente o jornalista falsifica uma posição política. Se o PCO agisse da mesma forma que a Revista Fórum, que defende a censura, entraria na Justiça para censurar a matéria sob a justificativa de espalhar mentiras.

Mas como, ao contrário da Fórum, o PCO acredita na capacidade das pessoas de compreenderem os problemas, denuncia que a posição do portal é extremamente reacionária – não tentando calar as difamações produzidas pela Fórum, mas sim esclarecendo e explicando os posicionamentos de cada um e o que está por trás de cada um deles.

Quem expressa um posicionamento de direita não é o PCO, por defender a liberdade de expressão, mas sim a Fórum, por defender a censura ao direito universal e democrático à livre opinião. A censura e a mentira são métodos abertamente reacionários.

Além disso, a posição da “reportagem” do mencionado veículo é muito semelhante à da direita no sentido de que, para defender determinados interesses, não tem limites, afirma-se qualquer coisa, seja ela verdadeira ou falsa. Engana seus leitores, prestando assim um desserviço lamentável à discussão política, à conscientização da população e à luta dos trabalhadores.

A Revista Fórum é um portal cujos vínculos com o PSOL são notórios. A esquerda pequeno-burguesa se incomoda com as críticas que o PCO faz à política de colaboração com a direita feita pelo PSOL, à frente ampla e aos seus políticos oportunistas, como Guilherme Boulos e Marcelo Freixo. Ao invés de fazer uma discussão política a respeito dessas questões, preferem difamar e caluniar o PCO.

O método da esquerda pequeno-burguesa, método bolsonarista, é recorrer ao Estado, ao Judiciário, à polícia, para calar seus adversários políticos, mesmo que esses adversários também sejam de esquerda.

O método do PCO, método revolucionário e democrático, é abrir e ampliar a discussão sobre os temas candentes para a sociedade, chamando os trabalhadores a debaterem e esclarecendo as posições políticas de cada setor em conflito.

Somente por meio de um amplo debate político com as grandes massas populares é que se alcançará uma evolução da consciência política dos trabalhadores à esquerda e direcionada à luta contra a direita golpista e fascista. A censura, a mentira, a calúnia e a difamação, pelo contrário, sabotam, boicotam e impedem a evolução política da população.

Relacionadas
Send this to a friend