PCO começa ano com mobilização
Militantes, simpatizantes e demais interessados vão participar de Universidade de Férias, que vai reforçar a formação política, e de Plenária Nacional, já no mês de janeiro
pco curitiba
Militantes do PCO e de outros setores da esquerda, no ato pela liberdade de Lula, em 27/1019 |

O ano de 2019, por certo, será lembrado, como aquele em que a imensa maioria do povo brasileiro sofreu os mais duros ataques contra suas historicamente degradadas condições de vida.

No ano passado foi aprovado o maior roubo de todos os tempos contra os trabalhadores, a “reforma” da Previdência que via tirar mais de R$ 850 bilhões de dezenas de milhões de pessoas, comprometendo o presente e o futuro de toda a classe trabalhadora.

Mas não foi só isso. Recorde de desemprego, exponencial aumento da fome e da miséria, rebaixamento geral dos salários, seguidos recordes de matança da população pobre e trabalhadora pelos órgãos de repressão dos governos fascistas que tomaram conta do governo federal e estaduais depois das eleições fraudulentas de 2018. A cada dia, multiplicaram-se os cortes nos gastos públicos com Saúde, Educação, Moradia e tudo mais que interessa ao povo, para favorecer os bancos e grandes capitalistas “nacionais” e internacionais que patrocinaram o golpe.

Não faltaram os maiores índices de todos os tempos em devastação ambiental e na entrega do País para os tubarões imperialistas, principalmente os norte-americanos. E como de costume nos governos golpistas e inimigos da população, os bancos bateram recordes de lucratividade.

Impulsionada pelo governo ilegítimo e reacionário de Bolsonaro, a direita alojada no aparato estatal e para-estatal, intensificou os taques contra os trabalhadores e suas organizações.

Essa situação deu lugar a um processo de experiência política que teve como ponto alto a experiência do fortalecimento dos comitês de luta em todo o País que, mesmo contra a orientação dominante na esquerda burguesa e pequeno burguesa levaram adiante a luta política pela liberdade de Lula, expressão maior do regime de perseguição política e social contra os trabalhadores e suas organizações.

Cresceu se se fortaleceu politica e organizativamente também o Partido que impulsionou de forma consente e permanente essa luta, parte fundamental da luta contra o golpe. O PCO que organizou e impulsionou as principais mobilizações pela liberdade de Lula, junto com alas mais combativas da esquerda nacional de dentro e fora dos partidos tradicionais, também cresceu, aumentou sua audiência e apoio entre os trabalhadores e a juventude.

O Partido encerrou ao ano realizando duas atividades no mês de dezembro que apontaram claramente no sentido de uma perspectiva revolucionária para o próximo ano. Primeiro foi a realização da II Conferência Nacional Aberta dos Comitês de Luta, juntamente com centenas de Comitês de todo o País que deliberou organizar em 2020 uma intensa campanha por Fora Bolsonaro e todos os golpistas, pela conquista da liberdade plena de Lula, com a anulação da criminosa operação lava jato, anulação das eleições fraudulentas e realização de novas eleições gerais, com Lula livre e Lula candidato. Juntamente com a luta por reivindicações fundamentais em defesa dos interesse dos explorados como a redução da jornada de trabalho para 35 horas semanais e a dissolução da PM, máquina a de guerra contra os trabalhadores, como medidas de defesa da vida e d melhores condições para os trabalhadores e suas famílias.

No apagar das luzes de 2019, o PCO realizou um espetacular Réveillon Vermelho, reunindo centenas de companheiros de todo o País, o qual, além de uma festa grandiosa, constitui-se de um importante ato político de celebração das lutas do ano que se encerrava (inclusive nos países irmãos da America Latina) e da perspectiva de uma grande mobilização popular pelo Fora Bolsonaro e todos os golpistas, no ano de 2020.

Reabastecidos de energia pela atividade de fim de ano, os militantes e simpatizantes do Partido estão sendo convocado pela sua direção partidária, para a primeira empreitada do ano de luta que se inicia. Já neste mês de janeiro serão realizadas duas importantes atividades:

  • A 45ª Universidade de Férias, a ser realizada entre os dias 17 a 25 de janeiro, em SP, tradicional e melhor curso de
    Resultado de imagem para universidade de férias
    Cartaz da primeira etapa do curso sobre o fascismo, realizada em janeiro passado

    formação teórica marxista do País, que vai dar continuidade ao tema, O Fascismo: o que é, e como combatê-lo. A atividade organizada pelo PCO e pela Aliança da Juventude Revolucionária (AJR), tem como objetivo armar os militantes do partido e ativistas da esquerda, da luta contra o golpe, com os conhecimentos teóricos fundamentais à compreensão e intervenção na situação política, de um ponto de vista classista, coerente, radical, revolucionário.

  • A Plenária Nacional do PCO, no dia 26 de janeiro, com representantes de, pelo Resultado de imagem para COnferência PCOmenos, 20 Estados, de todas as regiões do País, para debater a campanha pelo Fora Bolsonaro e a organização do Partido para as grandes lutas de 2020, preparando a realização do X Congresso do PC), que será precedido de Plenárias e Conferências Estaduais nos meses de fevereiro e março.

No que depender do PCO, não vai faltar iniciativa para organizar e impulsionar uma perspectiva revolucionária nesse ano. Acompanhe nesse Diário, nas próximas edições, tudo sobre esses eventos. E veja como se inscrever e participar também, aderindo às caravanas que serão organizadas em todo o País, contribuindo para sustentar de forma independente essas iniciativas que servirão para armar a militância mais combativa do País para as próximas etapas.

 

 

Relacionadas