Crise leva ao suicídio
Resultado do capitalismo: um suicidío a cada 40 segundos, diz a OMS
Capitalismo promove uma das maiores ondas de suicídio de todos os tempos
Crise leva ao suicídio
Resultado do capitalismo: um suicidío a cada 40 segundos, diz a OMS
Capitalismo promove uma das maiores ondas de suicídio de todos os tempos
Ilustração sobre o suicídio
Ilustração sobre o suicídio

A crise política, econômica e social que está colocada mundialmente atinge severamente toda a população, de  conjunto. O suicídio aparece com evidencia como um dos danos mais contundentes do capitalismo imperialista.

As ações, atitudes, decisões e resoluções impostas pelo imperialismo contra a população na forma mais cruel e obscurantista desencadeia no povo total desespero. Idosos desamparados, jovens sem perspectivas, crianças abandonadas e sem orientação, todos vítimas do regime capitalista.

OMS estima que cerca de 800 mil pessoas morrem por suicídio por ano – os números do relatório são referentes a 2016. No Brasil, foram registrados 13.467 casos, a grande maioria – 10.203 – entre homens, segundo a entidade.

Suicídios por idade e nível de renda do país por mil habitantes

Imagem Gráfico

Os números da publicação apontam que a taxa global de suicídio foi de 10,5 por 100 mil habitantes. Há diferenças quando se observa a renda dos países. Nos de média renda, o índice foi de 9 por 100 mil; nos de baixa, de 10,8 por 100 mil; e nos de alta renda, 11,5 por 100 mil – nesses, o número de mortes de homens foi quase três vezes maior que o de mulheres.

No período de 2010 a 2016, a região das Américas foi a única a apresentar crescimento da taxa global de suicídios. A alta foi de 6% enquanto a taxa global caiu 9,8%. A região do Pacífico Ocidental e do Sudeste Asiático também registraram queda de 19,6% e 4,2%, respectivamente.

Mais da metade dos casos de morte por suicídio no mundo (52,1%) ocorre entre pessoas com menos de 45 anos.

O objetivo do capitalismo é oprimir e subjugar o povo, com uma política de extermínio da população. Sem objetivos, sem perspectivas, sem emprego, sem escola, tratado como serviçal da máquina capitalista se entrega às drogas,  ao álcool, etc. Uma sociedade doente por conta desse capitalismo selvagem imperialista.

É preciso se juntar em grupos sociais, partidos ou qualquer grupo para lutar contra a subjugação capitalista.