Política “diferente”
Iniciativa privada se revela um fracasso
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
rvrsa_abr_ebc_mobilidade_urbana_9
Ciclofaixa em São Paulo |

Em São Paulo, a montagem das ciclofaixas, que acontece todo domingo há dez anos, não ocorreu porque a empresa responsável pelo serviço abandonou o patrocínio da prefeitura de São Paulo em agosto.

O tucano Bruno Covas afirmou que, no caso de nenhuma empresa se interessar pelo projeto, a Prefeitura terá de assumir o controle das ciclofaixas:

“Vai depender de aparecer ou não interessados em relação a isso, porque se não aparecer interessados, a gente tem que licitar a contratação de alguém, que vai ser contratado pela Prefeitura para poder fazer isso. E aí prazo não tem controle, pode parar no Tribunal de Contas, na Justiça, estamos correndo para poder não prejudicar mais a população”.

Eis aí o resultado da tal “gestão” baseada nas práticas do mundo da iniciativa privada, que seria diferente e melhor do que a política estatal de administração. Essa “gestão” é uma administração péssima, o que é feito de propósito, com o objetivo de dar dinheiro para empresários parasitas que, no final, não entregam o serviço. Isso é a “gestão” a qual o “gestor” Doria falava.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas