Golpista genocida
Enquanto milhares seguem morrendo todos os dias, o governo Bolsonaro cancela a compra de respiradores para ceder mais alguns milhões aos bancos, evidenciando a sua prioridade
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
x82842079_FILES-In-this-file-picture-taken-on-January-12-2019-Brazilian-President-Jair-Bolsonaro-1.jpg.pagespeed.ic.28OqRfmfGP
Bolsonaro e Guedes | Foto: Reprodução

O governo Bolsonaro recentemente cancelou a compra de 2880 respiradores da empresa Magnamed, a desculpa usada para a tal política, que deve causar a morte de milhares de brasileiros, é que a pandemia tem um “caráter mutável” e também que houve uma “alteração nos planos de contingencia”. A justificativa cínica dada deixa claro o real intuito do governo, garantir o lucro dos capitalistas a todo custo mesmo que isso cause a morte de centenas de milhares de brasileiros.

Desde o início da pandemia de Covid-19 no Brasil, se sabe que existem diversas medidas para se controlar as taxas de contaminação e tratar aqueles que foram contaminados. Assim, países que realmente pretendem garantir saúde ao povo, mesmo que pobres, tem taxas de mortes literalmente milhares de vezes menores. São necessários altos investimentos na saúde para a compra de todos os materiais essenciais, como respiradores e testes, e também a contratação de mais profissionais para lidar com o súbito aumento de doentes e com a prevenção da doença.

Além disso, é necessário dar todas as garantias ao povo para que se possa fazer uma quarentena real, como a proibição das demissões, garantir licença de saúde, auxílios monetários etc. Ou seja, um real combate a pandemia envolve não só um amplo investimento do Estado em saúde como medidas de quarentena que diminuem a produção e portanto os lucros das empresas. Sendo assim não é de interesse da burguesia um verdadeiro combate ao covid-19 que previna a morte de dezenas ou centenas de milhares de pessoas, o máximo que ela permite é o que foi aplicado no Brasil, tanto por Bolsonaro quanto pelos governadores direitistas, um pequeno auxílio e uma quarentena extremamente parcial e curta.

O exemplo dos respiradores deixa esse fato evidente, o valor economizado pelo Estado com o cancelamento dessa compra esta na casa dos 100 milhões de reais, enquanto isso só nos primeiros meses da pandemia mais de 1 trilhão foi cedido aos bancos, e é provável que esses poucos milhões “contingenciados” tenham o mesmo destino. O mesmo vale para todas as outras medidas que não foram feitas pelo governo como a construção de hospitais, os testes em massa, a contratação de milhares de profissionais, etc, tudo para enriquecer mais ainda os capitalistas as custas de pelo menos 90 mil mortes.

Nada indica que a pandemia esta sob controle, como se observa na Europa que esta preocupada com uma possível segunda onda, mesmo assim Bolsonaro e os governadores direitistas alteram sua política de fazer o mínimo para não fazer nada. Tal atitude genocida que pode levar conscientemente a morte de centenas de milhares de pessoas só pode ser enfrentada de uma forma, com a mobilização popular. Só o povo unido lutando pela derrubada de Bolsonaro, Dória, Witzel, Ibaneis e todos os outros golpistas pode garantir não só uma saída para a enorme crise sanitária gerada pelo Covid-19 como para a crise econômica em geral.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas