Reprovação de Temer chega a 89%: ninguém votou em seu programa golpista

Brazil's President Michel Temer, reacts during a meeting for announcement of resources for expansion and modernisation of Brasilia subway, in Brasilia

Da redação – O índice de reprovação de Michel Temer chega a 89,6% segundo pesquisa do instituto MDA, em parceria com a Confederação Nacional do Transporte (CNT) divulgada nesta segunda-feira, 20.

Os detalhes da pesquisa divulgada são os seguintes: foram realizadas 2.002 entrevistas em 137 municípios de 25 Unidades da Federação, entre os dias de 15 e 18 de agosto. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais, considerando o nível de confiança de 95%. Esta edição da pesquisa da CNT/MDA está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-09086/2018. A avaliação negativa do governo também piorou e passou de 71,2% para 78,3%. A avaliação positiva caiu de 4,3% para 2,7%.

Esses números são a prova de que a impopularidade de Temer resiste e se aprofunda independentemente a qualquer suposta “manobra” de seu governo para torná-lo popular. Fica claro, por exemplo, que a intervenção militar no Rio de Janeiro não tinha como intenção, aumentar a popularidade do golpista, tampouco, solucionar a insegurança do estado, que só aumentou. Foi para reprimir a população que Temer, dirigido por Sérgio Etchegoin, decretou o estado de sítio.