Siga o DCO nas redes sociais

Golpe de Estado
Repressão, tortura e prisões na Bolívia
“Esta é a situação: estão sendo mortos sem direito a nada… É por isso que denunciamos e pedimos ao mundo inteiro… para repudiar isso. Esta é uma ditadura, um golpe de estado.”
repressao-bolivia
Golpe de Estado
Repressão, tortura e prisões na Bolívia
“Esta é a situação: estão sendo mortos sem direito a nada… É por isso que denunciamos e pedimos ao mundo inteiro… para repudiar isso. Esta é uma ditadura, um golpe de estado.”
Repressão policial e militar às manifestações contra o golpe de Estado na Bolívia – Foto: Reuters
repressao-bolivia
Repressão policial e militar às manifestações contra o golpe de Estado na Bolívia – Foto: Reuters

Da Redação – Na tarde desta sexta (15) as forças de repressão bolivianas utilizaram-se de agressões, tortura e prisões para atacar manifestantes que protestaram contra o governo golpista de Jeanine Áñez e o golpe de Estado no País. Até o momento, centenas de pessoas foram feridas, mais de 100 presas e mais de 20 assassinadas, segundo a rádio Kawsachun Coca 99.1 FM.

Nas redes sociais e nos canais de mensagens instantâneas foram feitas inúmeras denúncias da repressão e da omissão da imprensa capitalista golpista boliviana, que está acobertando os crimes dos militares contra o povo.

Uma prova do caráter de classe do aparato de repressão do Estado Burguês, que não fez nada quando a extrema direita atacou prefeitos do MAS (Movimento ao Socialismo, partido de Evo Morales) e órgãos públicos, no momento em que Evo estava no governo, mas agora que o povo se levanta contra o golpe de Estado, ataca violentamente os manifestantes.

Militares agridem manifestantes na rua. Reprodução twitter.

É o que denuncia Sandra Carreño, da Federação das Mulheres Camponesas Indígenas Bolivianas:

“Está así la situación: los están acribillando, los están matando sin derecho a nada… Por eso denunciamos y le pedimos al mundo entero que los (organismos de) Derechos Humanos se presenten para repudiar esto. Esto es una dictadura, un golpe de Estado, y eso no se lo discute… Los medios de comunicación en Bolivia son hegemónicos. No están mostrando todo lo que está pasando.”

“Esta é a situação: eles estão sendo crivados, estão sendo mortos sem direito a nada… É por isso que denunciamos e pedimos ao mundo inteiro que as organizações (de direitos humanos) se apresentem para repudiar isso. Esta é uma ditadura, um golpe de estado, e isso não é discutido… A mídia na Bolívia é hegemônica. Eles não estão mostrando tudo o que está acontecendo.” (tradução livre)

Confira o vídeo aqui.