Siga o DCO nas redes sociais

45% de perda desde FHC
Reposição de todas as perdas salariais para os operários dos frios!
Trabalhadores aprovam pauta da campanha salarial 2019/2020, exigem reposição das perdas salariais, decidem pelo fora Bolsonaro e liberdade para lula
IMG_0274
45% de perda desde FHC
Reposição de todas as perdas salariais para os operários dos frios!
Trabalhadores aprovam pauta da campanha salarial 2019/2020, exigem reposição das perdas salariais, decidem pelo fora Bolsonaro e liberdade para lula
Corte de aves em abatedouro
IMG_0274
Corte de aves em abatedouro

Foi aprovada a pauta de reivindicações da campanha salarial dos trabalhadores das indústrias de carne, derivados e do frio no estado de São Paulo e a pauta será entregue nesta semana aos patrões.

Realizada na última sexta-feira a assembleia dos trabalhadores em frigoríficos, foi aprovada a pauta de reivindicações para a campanha salarial correspondente a 2018/2019.

Conforme levantamento das perdas ao longo dos anos, os operários do frio e da carne tiveram uma perda de 45%, incluindo os dois anos em que não houve acordo devido à intransigência dos patrões em querer rebaixar a pauta, retirando conquistas históricas dos trabalhadores dessa categoria.

Nesta semana, os representantes do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Carne, Derivados e do Frio no Estado de São Paulo marcarão reunião com os patrões para apresentar aos patrões a pauta da campanha salarial.

Os trabalhadores exigem aumento real de salários;

Reposição de todas as perdas salariais, do governo Fernando Henrique Cardoso até hoje, que somadas, chegam a 45%;

Piso salarial de R$ 4.500,00;

Cesta básica de 45 quilogramas; e

Convênio médico gratuito para o trabalhador e toda sua família

Os Patrões até agora já lucraram muito, chegaram a ultrapassar mais de 100% de lucro em determinadas empresas. Um dos exemplos é lucro o lucro da JBS/Friboi. Este grupo teve, no segundo trimestre de 2019, um lucro líquido de R$ 2,2 bilhões, revertendo um prejuízo líquido de R$ 911 milhões registrado no mesmo período do ano anterior. No acumulado dos seis primeiros meses de 2019, a companhia teve lucro líquido de R$ 3,3 bilhões, portanto é hora de tirar as mãos do bolso e pagar a parte dos trabalhadores. (InfoMoney – 14-08-2019)

Abertura imediata das negociações, os trabalhadores estão mobilizados e não vão aceitar enrolação.

Trabalhadores decidem pelo fora Bolsonaro e liberdade para Lula

Na resolução da assembleia, foi decidido, como já vem sendo debatido com os trabalhadores, a discussão sobre o golpe de estado, que tirou a Dilma Rousseff da Presidência da República em 2016 e prendeu o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva (Lula) sem nenhuma prova, com a farsa da Lava Jato, para levar o fascista Jair Bolsonaro ao poder, este que vem atacando todos os direitos dos trabalhadores, extinguindo as Normas Regulamentadoras (NRs) das condições de segurança e saúde etc. Portanto, os trabalhadores das indústrias de carne, derivados e do frio decidiram pela liberdade de Lula, pelo fora Bolsonaro e novas eleições.