Repetir São Bernardo do Campo no país inteiro, formar comitês de luta contra o golpe

Repetir São Bernardo do Campo no país inteiro, formar comitês de luta contra o golpe

Na última quinta-feira (05/04), após o juiz golpista Sérgio Moro decretar a prisão do ex-presidente Lula, a população de todos os cantos de São Paulo e, em seguida, de todos os lugares do Brasil se juntou na sede do sindicato do maior setor da classe operária da América Latina, os metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo, para impedir a prisão de Lula. Em uma demonstração de que a população não iria aceitar o que estava sendo feito pelo regime golpista contra os direitos democráticos, o povo brasileiro estava decidido de que se devia impedir que o principal dirigente do País fosse levado pela Polícia Federal para Curitiba, onde seria encarcerado.

O ato realizado foi um acerto, e comprovou que milhares de pessoas estão decididas a lutar contra o golpe, revelando uma clara radicalização à esquerda e uma evolução política do movimento contra o golpe. Milhares de pessoas ficaram dentro e nas portas do sindicato para impedir que a Polícia entrasse e sequestrasse Lula. O clima no sindicato foi tenso nas madrugadas, quando a ocupação estava mais esvaziada. Os golpistas cortaram água e eletricidade. Porém, todos estavam decididos a barrar a prisão do ex-presidente, o que ficou claro quando, no sábado, impediram o ex-presidente de sair do sindicato após o mesmo ter se rendido aos golpistas.

O que foi feito em São Bernardo do Campo deve ser repetido. Comprovou que apenas a população mobilizada pode impor uma derrota aos golpistas. Por isso é necessário formar os comitês de luta contra o golpe, que tem como objetivo organizar os setores que querem lutar contra o golpe em uma agenda planejada e semanal para fazer uma atividade militante profissional no sentido de uma ampla atividade de agitação e propaganda contra a direita golpista. Na verdade, o que faltou em São Bernardo para que se saísse vitorioso foi uma organização bem pensada no sentido de impedir por todos os meios a prisão do ex-presidente Lula. Assim sendo, o Partido da Causa Operária convoca todos a se juntar ou organizar os comitês de luta contra o golpe em suas cidades.