Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
bolsonaros
|

Com as crescentes denúncias de corrupção e forte disputa interna no PSL (Partido Social Liberal), o bloco Bolsonarista busca uma alternativa à crise em um reagrupamento mais coeso e “limpo”. Segundo a imprensa burguesa, o filho de Bolsonaro, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) teria se reunido com dirigentes da nova UDN para tratar do ingresso dos familiares na legenda.

A UDN (União Democrática Nacional) partido que preparou o criminoso período da ditadura militar brasileira ressurge como alternativa para o bloco fascista, demonstrando que, para a direita, o PSL não passa de um partido de aluguel e que, por sinal, está prestes a ser jogado para escanteio.

A UDN é um dos 75 partidos em fase de criação no Brasil segundo o TSE. Das 497 mil assinaturas necessárias para a homologação a legenda alcançou a marca de 380 mil. Marco Vicenzo, que lidera o Movimento Direita Unida, coordena contatos com parlamentares interessados em aderir ao novo partido como o senador de extrema-direita Major Olimpio (PSL-SP).

Apontando no sentido de um novo reagrupamento de extrema-direita, Marcus Alves de Souza  afirmou: “nosso sonho é que a UDN renasça grande e se torne o maior partido do Congresso”. Para atacar o povo, a direita precisa de um governo muito mais coeso do que o que se apresentou até o momento, ataques como a Reforma da Previdência com um amplo repúdio popular não dão indicativos de serem aprovados com o balaio de gatos que a burguesia conseguiu impor com a fraude eleitoral.

A atual situação, com a burguesia tendo que encontrar um novo partido para o governo, demonstra o tamanho da crise que a burguesia impôs ao país após o golpe de 2016, tudo isso para atender as necessidades do capitalismo de se sustentar frente a forte crise internacional colocando os custos da crise nas costas dos trabalhadores. Portanto, é necessário desde já levantar a palavra de ordem Fora Bolsonaro e todos os golpistas, quanto maior a crise no governo, maior a chance de vitória dos trabalhadores, mas para isso é preciso organizar uma grande ofensiva contra a direita e o imperialismo.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas