Menu da Rede

Fortalecer o Bloco Vermelho contra o golpe do PSDB

Fascistas e golpistas

Relembre quem são Joice Hasselmann, Frota e Kim Kataguiri

Trazer da lama política esses bolsonaristas é sabotar o povo e aceitar um novo golpe eleitoral contra Lula e o povo

Fascistas e golpistas Kataguiri, Hasselmann e Frota – Foto: Reprodução

Publicidade

Depois que a direita brasileira, em crise de voto, cansada de perder quatro eleições seguidas para o Partido dos Trabalhadores, teve que apoiar o fascista Jair Bolsonaro para derrotar o PT e tentar manobrar o presidente para implantar definitivamente sua pauta violenta ancorada no neoliberalismo, Bolsonaro não retribuiu com toda a atenção necessária esse agrupamento politico golpista, embora todos estejam juntos para o desmonte do país através da aprovação das exigências neoliberais e a consolidação da submissão do Brasil ao imperialismo americano, também em crise e sabotando o país como sempre fez.

Os velhos personagens que querem sair da lama e retornar à cena política são, dentre outros, os fascistas, golpistas e oportunistas Kim Kataguiri (DEM-SP), Alexandre Frota (PSDB-SP) e Joice Hasselmann (PSL-SP), os quais estão sendo abraçados por toda a esquerda (PSOL, PT, PCB, PCdoB, PSTU e UP), que estão acreditando que aliando-se a esses golpistas estão se fortalecendo para combater Jair Bolsonaro. Esses três deputados deploráveis atacaram de todas as formas Dilma Rousseff, o PT, Lula, a esquerda e o socialismo. Hoje, dizendo serem contra Bolsonaro, embora sejam a favor de suas políticas, querem se aproveitar das mobilizações populares e sabotar mais uma vez a esquerda e seu maior líder, Lula. O golpista e fascista Movimento Brasil Livre (MBL), cujo líder é Kim Kataguiri, já lançou um card convocando seus “militantes” para sair às ruas para derrubar Bolsonaro, do contrário Lula poderá voltar. Uma clara declaração golpista contra o maior líder da esquerda. Aceitar toda essa turma nas mobilizações é um escárnio, uma traição à militância de esquerda e a todo povo brasileiro que está sofrendo as consequências das ações golpistas dessa turma de 2016 até o atual momento.

O pastel japonês

O golpista Kim Kataguiri, eleito deputado por São Paulo em 2018, ficou conhecido através de suas colunas no jornal burguês e igualmente golpista Folha de S. Paulo. Fundou o MBL e começou a defender a cartilha neoliberal de fome e morte, trabalhando diretamente para os think tanks norte-americanos sob a fachada de promover o pensamento do economista austríaco Ludwig Von Mises.

Atacou o programa social Bolsa Família e depois da criação do MBL, em 2014, ao lado de outro movimento de direita chamado Vem pra Rua, começou a atacar e organizar manifestações contra o governo de Dilma Rousseff, alegando combater a corrupção. Em 2018, estava com esses movimentos convocando manifestações e atacando o ex-presidente Lula, querendo sua prisão e pedindo que o STF negasse o habeas corpus do ex-presidente. Kataguiri e esses movimentos golpistas deram total apoio ao desmonte do país no governo Temer. As publicações do MBL e de Kataguiri nas redes sociais são contra a esquerda e a favor das pautas neoliberais, as mesmas defendidas pelo governo Bolsonaro a quem eles cinicamente dizem combater.

A Peppa Pig

A deputada federal Joice Hasselmann, “jornalista” e radialista, trabalhou intensamente na Revista Veja ao lado de fascistas como Reinaldo Azevedo e Augusto Nunes contra o PT e a esquerda. Chegou à Câmara Federal como a mulher mais votada na história da Casa, graças ao apoio a Bolsonaro. Mas de que adianta esse feito para as mulheres oprimidas do Brasil? Nenhum! Atacou de forma abominável a ex-presidenta Dilma, o ex-presidente Lula, participou nas acusações no processo de impeachment da presidenta e deu todo apoio às operações corruptas e golpistas da Polícia Federal na Operação Lava Jato.

Acusada de plágio pelo Conselho de Ética do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Paraná, Joice não dava crédito aos colegas em suas matérias jornalísticas. Para bajular, em 2016 escreveu uma biografia de Sergio Mouro, o juiz espoliador da nação, exaltando a figura execrável do Mussolini de Maringá, quinta-coluna que hoje vive no Estados Unidos, país ao qual ele serve caninamente contra o Brasil. Em 2019, Hasselmann foi escolhida para ser líder do governo de Jair Bolsonaro. Lutou pela aprovação da reforma da previdência, que pôs fim a esse direito da população brasileira, para favorecer as grandes empresas privadas do setor.

O ator pornô

O outro golpista, fascista e oportunista que está saindo da lama bolsonarista para dizer que é contra Bolsonaro é Alexandre Frota (PSDB-SP), conhecido como ator pornô depois de não conseguir decolar como ator de verdade na golpista Rede Globo, que hoje procura manter uma imagem de opositora de Bolsonaro, mas, se não tiver uma outra opção, marchará de novo com o fascista Bolsonaro para evitar o retorno de Lula à presidência do país.

Frota se diz também um dos fundadores do fascista MBL, autoria esta questionada na justiça. O deputado é defensor do reacionário movimento Escola sem partido. Em 2016 apoiou o pedido de impeachment contra Dilma Rousseff. Atacou durante esse período vários artistas, jornalistas (como Juca Kfouri), a esquerda, Venezuela e Cuba. Acusou Chico Buarque de receber dinheiro ilegal da Lei Rouanet e foi processado pelo cantor a pagar indenização. Foi expulso do PSL e rompeu com Bolsonaro na época da Reforma da Previdência, reforma esta que ele se absteve de votar apenas no segundo turno.

Trazer da lama política esses seres abomináveis, dar oportunidade e visibilidade a eles e dizer que Lula não agrega, como vimos políticos ditos de esquerda (PSOL e PC do B) afirmarem, é um tapa na cara, uma traição ao povo brasileiro, pois eles vão preparar outro golpe eleitoral e atacarão de forma ferrenha o país, os movimentos sociais e todo o povo.  

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores

DCO

O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Cultura

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.