O retrato fiel da covardia
Em meio a pior crise econômica e sanitária que o país já enfrentou, centenas de famílias que vivem na Ocupação Mangabeiras na cidade de Aracaju do estado de Sergipe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
reintegração
Mãe e pai sendo despejados | Foto: Reprodução/Senador Humberto Costa

Senador do Partido dos Trabalhadores, Humberto Costa, denuncia em seu perfil de Facebook a reintegração de posse criminosa e ilegal na Ocupação Mangabeiras no estado de Sergipe. Ele diz:

“A reintegração feita em meio à pandemia é ilegal e desumana. A situação não foi planejada para proteger a vida das famílias, muito menos num momento delicado como o vivido agora. Todo o nosso apoio a quem sofreu essa violência.”

Em meio a pior crise econômica e sanitária que o país já enfrentou, centenas de famílias que vivem na Ocupação Mangabeiras na cidade de Aracaju do estado de Sergipe, são expulsas de suas casas, crianças, idosos e doentes não foram poupados sendo este mais um episódio da política incompetente e genocida que propõe como única solução o isolamento social mas não dá condições nenhuma para a proteção daqueles que mais necessitam, pelo contrário, os jogam na rua a própria sorte como se suas vidas valessem menos. A cena do vídeo da denúncia do senador é estarrecedora, mulheres desesperadas com seus filhos no colo, idosos chorando, o retrato fiel da atuação covarde e criminosa de um estado que tem capacidade para fazer uma operação de guerra contra pessoas indefesas mas não tem capacidade para garantir que elas tenham o direito de sobreviver.

A prefeitura simplesmente ignorou as famílias sem cadastramento para auxilio social, desconsiderando totalmente a questão de extrema vulnerabilidade social que essas pessoas se encontram, miséria, desemprego e fome agravados pela situação caótica da pandemia do coronavírus. Em seu perfil do Twitter, O prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira, diz que todas as famílias foram realocadas, mas segundo o sitio de notícias F5 News em uma entrevista com a líder do movimento de famílias não cadastradas, Ane Priscila Neves, relatou que das 1,100 famílias da ocupação, cerca de 300 ficaram de fora do cadastramento que prometia assistência após a reintegração, acrescenta que a situação dessas pessoas é grave, a maioria já ingressou a ocupação justamente por ter perdido seu emprego e não ter condições de pagar aluguel, muitos voltaram para a rua, estão passando fome e doentes sem qualquer ajuda do poder público.

Esse tipo de atuação covarde e criminosa do estado contra essas pessoas representa a pá de cal no enterro dos direitos que sustentam a dignidade de uma pessoa, através da política liberal que vem retirando mais e mais direitos a cada dia, o despejo de famílias nas ruas, como se fossem um lixo é a verdadeira tragédia humana, lhes tiraram tudo, o emprego, o teto, a dignidade e possivelmente a vida, pois não há qualquer possibilidade de proteção a pandemia num cenário deste tipo.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas