Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
policia
|

Em todo o mundo, a crise profunda em que o capitalismo se encontra tem levado os povos a se rebelar contra os governos pró-imperialistas. Empurrados pela crise, os banqueiros procuram explorar os trabalhadores até a última gota de sangue, causando uma enorme destruição na vida de toda a população.

No Reino Unido, que é um dos pilares da burguesia internacional, a crise entre os capitalistas e a população já se expressou de inúmeras maneiras. O crescimento da ala esquerda do Partido Trabalhista britânico, liderada por Jeremyn Corbin, é vista com muita preocupação pela direita que quer continuar atacando os direitos dos trabalhadores.

Apesar de o governo da atual primeira-ministra britânica, Thereza May, já ter virtualmente chegado ao fim por causa do desgaste da direita europeia, a burguesia ainda não decidiu derrubá-la, uma vez que isso levaria, quase que inevitavelmente, à ascensão de Jeremin Corbyn. Tal fato mostra que a direita está muito perto de perder o controle do regime político.

Um acontecimento que contribuiu para acelerar a crise em que se encontra a burguesia britânica foi a votação do Brexit, ocorrida em 2016. Na votação, ao contrário do que defendia o imperialismo, os britânicos votaram a favor da saída do Reino Unido da União Europeia.

Diante de toda essa preocupação com a estabilidade do regime político, a burguesia britânica decidiu tomar uma decisão inédita. A polícia, que é fundamentalmente um instrumento de contenção da revolta contra os governos burgueses, passará a andar armada nas ruas de Londres.

As patrulhas armadas que serão feitas pela polícia britânica ocorrerão sobretudo nos bairros pobres de Londres. O objetivo é claro: impedir que os setores mais esmagados pela política dos banqueiros se manifeste e coloque o regime político em xeque.

Um claro sinal do agravamento da crise histórica do capitalismos, das tendências à polarização que se desenvolvem em toda parte, com os trabalhadores e suas organizações expressando uma tendência de luta contra os planos de fome e miséria do grande capital imperialista.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas