Propulsor da extrema-direita
Jornalista direitista participou de ato da esquerda e tem sido elogiado por parte da imprensa progressista
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx-30 (1)
O ultradireitista Azevedo tem sido destaque na imprensa de esquerda. Foto: Reprodução/DCM |

Na noite da última segunda-feira (09) houve um debate no Salão Nobre da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo sobre liberdade de imprensa, jornalismo e democracia. O ato foi organizado pelo Sindicato dos Jornalistas, a OAB, ABI, Fenaj, Instituto Vladimir Herzog e por centros acadêmicos da USP.

Contou com a presença de diversas personalidades esquerdistas, como o ex-ministro Aloizio Mercadante (PT), os vereadores Eduardo Suplicy (PT) e Sâmia Bonfim (PSOL) e os jornalistas Glenn Greenwald, Leandro Demori (Intercept) e Juca Kfouri.

Entretanto, apesar de ser um ato de esquerda e com a participação de movimentos sociais, um dos convidados que discursou foi o ultradireitista Reinaldo Azevedo, um dos maiores propagandista da extrema-direita no Brasil nos últimos anos.

Em sua fala, o jornalista defendeu o óbvio, o que já não é mais possível negar sem ser minimamente desonesto. “Não há provas contra Lula”, disse.

Essa tem sido a posição de Azevedo há algum tempo, percebendo o desastre que têm sido os sucessivos governos golpistas e a cada vez mais crescente impopularidade da direita.

Ele ficou famoso por escrever os mais baixos ataques contra o PT na Revista Veja, folhetim fascista que foi um dos artífices da propaganda golpista para derrubar Dilma e prender Lula, desde os primeiros anos de seu governo.

Foi Azevedo quem cunhou o apelido “petralha” para os petistas e a esquerda em geral. Tem um histórico de anos de ataques contra os trabalhadores e a esquerda. E agora procura se reciclar, posando de democrata e antifascista.

E a esquerda pequeno-burguesa cai na lábia de Reinaldo Azevedo, apenas porque tem, de maneira demagógica, criticado a Lava Jato e o bolsonarismo. Essa esquerda esquece que Azevedo foi um dos propulsores do bolsonarismo. Com sua propaganda anticomunista feroz, diariamente em diversos veículos de comunicação, ele alimentou o crescimento das ações fascistas e do próprio Bolsonaro.

A esquerda tem que entender que trata-se de uma luta de classes com a direita, e Reinaldo Azevedo, por mais que se apresente como um “direitista arrependido”, é um agente da direita e da burguesia e não merece crédito nenhum por parte da imprensa de esquerda e dos movimentos populares.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas