Continuam os protestos
Polícia aumenta a repressão na cidade de Valparaíso
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
48957779296_07ac99abd9_h
Chile vive jornada de protestos nesta sexta. Foto: Rafael Edwards/Flickr (CC BY-NC 2.0) |

Da redação – As forças policiais esvaziaram e fecharam o Congresso Nacional do Chile, localizado na cidade de Valparaíso, na tarde desta sexta-feira (25). O motivo foram os protestos populares que estavam ocorrendo do lado de fora do parlamento.

“A situação de risco é alta, eu pedi aos funcionários, e assumo a responsabilidade, que saiam do edifício”, disse o presidente da Câmara dos Deputados, Iván Flores.

O medo do povo se deu porque um grupo de manifestantes que participava de uma marcha em direção à cidade de Viña del Mar se deslocou para os arredores do parlamento e entrou em choque com as Forças Especiais de Carabineros (a polícia militar chilena). Alguns deles tentaram invadir o prédio do Congresso, o que obrigou a polícia a fechar fechar os acessos às galerias e depois evacuar o edifício.

Muitos dos deputados fugiram do prédio, suspendendo comissões, por exemplo.

Nas ruas de Valparaíso, a polícia está reprimindo de maneira brutal e vergonhosa a população comum, como os nazistas faziam nos territórios ocupados por eles.

As mobilizações ocorrem por todo o país contra o regime neoliberal e cada vez mais ditatorial e fascista do presidente Sebastián Piñera, pela sua queda. O Chile vive uma convulsão social, assim como a América Latina inteira – Haiti, Honduras, Uruguai, Equador. O continente está em ebulição e as massas se movimentam no sentido de tentar derrubar os governos fantoches do imperialismo. Esse é o único caminho para derrotar a direita.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas