Aqui não se fala mal do futebol brasileiro

Não foi um estrangeiro

O campeão nacional foi um técnico brasileiro

Contrariando o discurso da imprensa esportiva, a equipe que conquistou o campeonato mais disputado do mundo não foi comandada por um estrangeiro

EmexeJcXIAYE0H5

O campeão brasileiro pelo Flamengo, Rogério Ceni. – Foto: Alexandre Vidal/CRF/Fotos Públicas.

Apesar da insistência dos monopólios nacionais da imprensa esportiva, o técnico campeão do Brasileirão 2020 não é um estrangeiro. A rodada desta quinta-feira definiu o Flamengo como campeão, sob o comando de Rogério Ceni. E mesmo que o resultado fosse diferente, ainda sim teríamos um técnico brasileiro no comando do time vencedor.

Ambos os treinadores são ex-jogadores com passagens pela Seleção Brasileira. Abel Braga vestiu a “amarelinha” como zagueiro entre os anos de 1971 e 1978, integrando a seleção na última copa desta década. Rogério Ceni, o goleiro artilheiro do São Paulo, participou dos elencos nacionais entre 1997 e 2006, fazendo parte do grupo que conquistou o inédito pentacampeonato mundial.

Na falta das tradicionais semifinais e finais, quando todos os fanáticos pelo futebol paravam para assistir os embates decisivos, a rodada do último domingo (por uma mera coincidência) teve um gostinho de decisão, com a vitória por 2 X 1 do Flamengo contra o Inter. No entanto, a comemoração do título só veio ontem, com a consagração do rubro-negro carioca.

O Colorado dependia de uma combinação de resultados, além de vencer o Corinthians teria que torcer para um tropeço do Flamengo diante do São Paulo. O Flamengo perdeu por 2 X 1 no Morumbi, mas o Internacional não saiu do 0 X 0 em Porto Alegre. O VAR não abandonou os holofotes e fechou sua participação no campeonato, primeiro invalidando um pênalti importantíssimo para o Inter e depois nem sendo acionado para verificar um pênalti para o São Paulo, enquanto o jogo com o Flamengo ainda estava empatado.

Esse final desanimado se deve ao formato dos “pontos corridos”, uma das “inovações” importadas da Europa. Com o argumento de premiar as melhores campanhas, os torcedores perderam toda a magia das grandes finais na competição mais importante do futebol brasileiro. Agora, não basta acompanhar os jogos do seu time, é preciso usar uma calculadora ao longo do campeonato e antes de comemorar um título, checar o resultado dos outros jogos.

Falando nisso, a mais recente “inovação”, o VAR conseguiu abafar até mesmo os gritos de gol, a canalização de toda a emoção do futebol. Agora, para comemorar com segurança, o torcedor precisa esperar para ver se o árbitro de vídeo vai interferir e se for o caso, esperar alguns minutos de jogo parado. Não dá pra comparar a emoção de comemorar um gol no calor do momento com a experiência tediosa de torcer pelo aval do VAR.

A propaganda favorável aos técnicos estrangeiros é apenas mais uma dessas empreitadas, que visam adaptar o futebol brasileiro ao modelo europeu. O fato de sermos pentacampeões mundiais não significa nada para aqueles que anseiam pela aprovação estrangeira. Felizmente, contamos com nossos jogadores, treinadores e demais profissionais do futebol para desmontar essa farsa dentro de campo.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.