Aqui não se fala mal do futebol brasileiro

Retrô

Mais um clube empresa para dar lucro aos capitalistas

Sem tradição, jovem clube pernambucano pode ser campeão estadual

Retrô (1)

Guilherme Paraíba comemora gol pelo Retrô contra o Náutico – Foto: Paulo Paiva/AGIF

Retrô é o clube de futebol com melhor rendimento, 86.1% dos pontos disputados do ano até o momento, superando por pouco o Galo, com 85%. Após a vitória sobre o Náutico, o Retrô assume liderança nas estatísticas e joga por um empate no jogo de volta do final do Campeonato Pernambucano.

O clube com as segundas melhores estáticas do ano é o Atlético, disputando o Campeonato Mineiro, Copa do Brasil, Supercopa do Brasil, Campeonato Brasileiro e Libertadores. O clube entrará em campo neste sábado, às 21h, para enfrentar o Coritiba, no Independência, pela terceira rodada da Série A. O Galo já disputou 20 jogos esse ano, totalizando 16 vitórias, 3 empates e apenas uma derrota, com rendimento de 85%.

Artigos Relacionados

No terceiro lugar estão empatados Cuiabá, Fluminense, Ceará e Nova Venécia-ES, todos com 75%, uma diferença bastante considerável das primeiras posições. Mas resultados bastantes expressivos comparados a times tradicionais dos grandes centros, que dominam o futebol nacional.

Time biônico

Sem tradição, criado em 2016, o clube “artificial” segue com estreia vitoriosa sobre o Crato na Série D, resultando em 12 jogos disputados dos quais obteve 10 vitorias, um empate e uma derrota. Neste domingo, o time enfrentara o Sousa, fora de casa, na segunda rodada da Quarta Divisão. Neste período, o clube de Camaragibe obteve o melhor aproveitamento entre todos os clubes do futebol brasileiro em 2022.

Esse cenário é resultado de altíssimos investimentos no clube. Em 2019, com aporte privado, o clube teve acesso ao círculo da elite do futebol pernambucano, sendo vice campeão da Série A2 estadual. Houve um desenvolvimento do seu desempenho, eliminado nas quartas de final em 2020, até hoje como a melhor estatística.

Desvio de finalidade

Essa ascensão é instável e perene, transforma o esporte num simples negócio. Como todo investimento, os recursos são alocados enquanto se conseguem manter as altas taxas de lucros. Com o declínio do retorno, o capital logo é aplicado em outros investimentos, mais rentáveis naquele momento.

Um dos principais propulsores dessa categoria de investimento é descobrir, para exportação, jogadores cada vez mais jovens e consequentemente mais baratos. Esses clubes lucram na exploração absurda do passe desses jovens ao exterior.

Finalmente, o Retrô é um clube artificial, criado pelos capitalistas simplesmente para lucra. Nesse sentido, representa mais uma etapa da privatização do futebol por meio do chamado clube empresa, ao mesmo tempo em que ataca clubes do povo, tradicionais, como é o caso do Sport.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.