Aqui não se fala mal do futebol brasileiro

Futebol

Cristiano Ronaldo chuta jogador. E se fosse Neymar?

Após levar uma goleada, Cristiano Ronaldo chuta covardemente o jogador adversário Curtis Jones enquanto estava caído no gramado

20211024150250 1635096648042 1 1 (1)

Cristiano Ronaldo agride o jovem Curtis Jones no chão – Reprodução

Redação do DCO

No último domingo (24), o Manchester United recebeu o Liverpool em Old Trafford e terminou perdendo a partida por 5 a 0. Enquanto levava a goleada, em um lance na linha de fundo, Cristiano Ronaldo derrubou e chutou o jogador adversário Curtis Jones que estava caído.

A partida era válida pela nona rodada do Campeonato Inglês. O Manchester nunca havia perdido em casa por quatro gols de diferença.

A falta seguida de agressão cometida por Cristiano Ronaldo, que estava nitidamente fora de controle por conta da goleada, foi punida apenas com um cartão amarelo pelo árbitro.

Mas o que chama bastante a atenção não é exatamente a atitude de Cristiano Ronaldo. Lances como esse são relativamente comuns no futebol. O que é escandaloso é o tratamento dado ao garoto propaganda do futebol europeu pela imprensa imperialista. Quase não houve questionamento sobre a brandura da arbitragem, que aplicou apenas um cartão amarelo, ninguém saiu para dizer que Cristiano Ronaldo era um moleque, um irresponsável nem nada parecido com isso.

Isso nos faz imaginar qual seria o tratamento dado a Neymar se ele fizesse algo parecido. Na verdade, não precisa imaginar, em várias oportunidades, por muito menos, a imprensa golpista brasileira e a imprensa imperialista crucificaram o jogador brasileiro.

O tratamento diferenciado não é uma coincidência nem é causal. Apenas revela a campanha que existe contra o melhor jogador brasileiro para atacar o futebol brasileiro.

As manchetes da imprensa ao noticiar o ocorrido é que Cristiano Ronaldo apenas teria se “descontrolado” naquele momento, o que pode ser verdade, mas até aí essa desculpa pode ser usada para qualquer coisa. Fato é que a agressão a um adversário que estava no chão não gerou nem 1% da indignação gerada por outros acontecimentos.

É por essas e outras que não dá para ter dúvidas sobre o caráter da imprensa e a propaganda que há em defesa do futebol europeu, ou seja, em defesa do domínio dos monopólios imperialistas no futebol.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.