Aqui não se fala mal do futebol brasileiro

Mais um ataque

Clube Náutico de Pernambuco sofre com a injustiça burguesa

De maneira criminosa, a Justiça decidiu penhorar a marca do Náutico, ou seja, o nome, o escudo e tudo que o identificar.

Retro-x-Nautico-e1618146087389

Penhora da marca do Náutico é um ataque não só a paixão de milhares de torcedores, como um ataque a todo o futebol brasileiro. – Foto: reprodução

A Justiça do Trabalho decidiu ontem, 07, penhorar a marca do Náutico – isto é, pôr à venda o nome, o escudo e tudo mais que identifica hoje a equipe – para pagar uma dívida que o clube tem com um ex-atleta seu, o volante Jhonny.

A medida, além de completamente antidemocrática, não tem qualquer precedente jurídico. Mas, muito mais que isso, ela é um ataque a todo o futebol brasileiro e à cultura brasileira. Essa penhora – se ela realmente acontecer – representará a destruição total do Náutico, que é uma verdadeira paixão para milhares de pernambucanos.

Um clube tradicional, com bastante história em competições regionais e nacionais, simplesmente deixaria de existir por uma mera canetada da Justiça. O poder que o judiciário burguês tem de intervir na vida da população é um poder totalmente ditatorial, é tanto poder que ele é feito justamente para que se abuse dele.

O judiciário, que é formado por pessoas que não foram eleitas por ninguém, não deveria ter o direito de mandar e desmandar no país, nem sequer o direito de intervir no futebol. Afinal, como o judiciário sequer é eleito, ele é mais essencialmente atrelado aos interesses da burguesia – então, quando ele intervém no futebol, ele intervém para garantir os interesses da burguesia contra o esporte mais popular do mundo.

Uma manobra para possibilitar a SAF?

Uma das hipóteses que surgiu para explicar esta decisão completamente absurda é a de que ela teria o objetivo de tornar o Náutico um clube-empresa. Afinal, ao leiloar a marca do clube – seu escudo, sua identidade alvirrubra e seu nome –, a empresa que os comprasse teria o direito de usá-los.

Então, a empresa poderia criar um novo clube – um “novo Náutico”. Tratar-se-ia de uma manobra completamente antidemocrática e reacionária, uma manobra de destruição de um patrimônio cultural brasileiro para servir aos interesses de meia dúzia de empresários.

E, sempre que a Justiça intervém nos clubes, ela intervém com o objetivo de favorecer a SAF. Por exemplo, no Vasco, em que a Justiça interveio nas eleições do clube para garantir que o novo presidente fosse o presidente pró-SAF, ligado ao PSDB. Além disso, a Justiça também intervém, rotineiramente, para impedir torcidas organizadas das mais diversas equipes de entrar no estádio, aplicando uma punição mais absurda que a outra, apenas para afastar o povo do seu esporte.

O imperialismo ataca o nosso futebol

A burguesia tem medo de toda mobilização do povo – inclusive daquelas que ela pode controlar e muito mais daquelas que ela não pode controlar. Como é impossível para o imperialismo controlar totalmente as torcidas de futebol, que mobilizam grande parte do Brasil, o imperialismo ataca o futebol de conjunto e as torcidas organizadas em particular.

Além disso, o fato de a principal potência no esporte mais popular do mundo ser o Brasil, não os EUA, nem nenhum outro país imperialista, é algo que levanta a moral dos brasileiros e dos povos dos países atrasados.

Tanto pelo aspecto cultural, mas muito mais pelo aspecto concreto – ou seja, pelo papel de mobilização do povo que o futebol exerce – o imperialismo ataca o esporte no Brasil. A penhora do Náutico é apenas mais um exemplo disso, mais uma manifestação desta tendência de ataque à cultura nacional.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.