Aqui não se fala mal do futebol brasileiro

Monopólio da comunicação

A verdade sobre as verbas da TV no futebol

O futebol brasileiro se mantém competitivo pelo enorme peso cultural do esporte no Brasil, apesar dos mandos e desmandos dos monopólios da comunicação.

51600429196 6548bfc55f k

Operador de câmera registra comemoração de Diego Souza pelo Grêmio. – Foto: Lucas Uebel/Gremio FBPA/Fotos Públicas.

Redação do DCO

Em coluna publicada no portal Agência Brasil, a burguesia procura justificar o controle dos monopólios da comunicação no futebol brasileiro. A tese do autor Sergio du Bocage é que o “discurso de que verbas da TV afetariam a disputa não se aplica mais”.

Para sustentar a tese farsesca, Bocage recorre a um fato concreto e em geral pouco destacado na imprensa burguesa: os campeonatos de futebol no Brasil têm um elevado nível de competitividade. Um exemplo citado é que na Copa do Brasil tivemos 11 clubes diferentes nas finais, considerando os últimos 10 anos. Em geral, só se ouve falar dessa característica em relação ao futebol inglês, principalmente porque destoa do que se observa nos campeonatos nacionais europeus, onde impera a previsibilidade.

Ao contrário da realidade encontrada nas competições disputadas no Reino Unido, a maior parte dos clubes brasileiros sobrevive com recursos muito escassos. O nivelamento por aqui ocorre pela enorme importância cultural do futebol no País. Mesmo com a exportação cada vez mais precoce de jogadores, quem se estabelece como profissional no Brasil já superou um enorme contingente de apaixonados por futebol que tem que tentar ganhar a vida de outra forma.

O “pulo do gato” da tese apresentada é usar esse fato para tentar convencer de que a Globo pagar verbas maiores para Flamengo e Corinthians não desequilibra os campeonatos. Por essa linha, não se deveria nem discutir mais o assunto pois estaria provado que “o dinheiro da TV” não influencia o resultado dos clubes. Muito pelo contrário: a gestão arbitrária da distribuição das verbas de televisão é um problema importante no futebol brasileiro e tentar acobertar isso só ajuda a perpetuar a negligência aos clubes menores e passar um pano pros monopólios da comunicação.

Descrever um setor econômico na sociedade capitalista como alheio ao nível de recursos financeiros entre os competidores é no mínimo bizarro. As verbas referentes aos direitos de transmissão pela televisão são uma das principais fontes de recursos dos clubes e maiores verbas implicam em melhores condições para contratar profissionais, equipar centros de treinamento etc. É impossível ignorar o impacto disso no desempenho dos times.

Um distribuição mais equilibrada, que deveria ser o parâmetro para uma concessão pública com as televisões, certamente elevaria ainda mais o nível das competições nacionais. Permitiria uma maior profissionalização em geral, incluindo o futebol feminino, que só é exaltado na imprensa quando se trata de criticar a seleção masculina, mas no resto do tempo sofre com a escassez de investimentos.

Em defesa do futebol brasileiro, defendemos o fim do monopólio capitalista sobre os direitos de transmissão. O futebol é do povo e por ele deve ser controlado.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.