Menu da Rede

freixo

A esquerda “raiz” e a esquerda “nutella”

  • Capa
  • Uzwela
  • Estátua dos heróis nacionais não, só estátuas dos heróis da Globo

Partido da Imprensa Golpista

Estátua dos heróis nacionais não, só estátuas dos heróis da Globo

A esquerda identitária a reboque da imprensa burguesa segue sua campanha contra a cultura nacional o que leva apenas a um resultado, manter o país como lacaio do imperialismo

Pedro Álvares Cabral, indenciado pelos identitários no Rio de Janeiro. – Foto: Reprodução.

Receba o DCO no Email

A saga das estátuas continua em alta na política nacional. A mais recente notícia é que na cidade de Niterói, na região metropolitana do Rio de Janeiro, serão inauguradas estátuas do falecido ator da rede Globo, Paulo Gustavo. O caso revela todo o caráter reacionário que vem sendo impulsionado pela burguesia e pelo próprio imperialismo e que utiliza da esquerda pequena burguesa como seus soldados em campo. Os grandes heróis nacionais como o navegante Pedro Álvares Cabral ou o bandeirante Borba Gato têm suas homenagens atacadas enquanto pessoas com pouquíssima relevância para a cultura nacional ganham destaque, em uma campanha em que ganham apenas os golpistas, com destaque para a própria Globo.

A campanha contra a história nacional usando a própria figura do ator Paulo Gustavo já vinha sendo feita desde o mês de maio. Na mesma cidade de Niterói, uma das principais vias da cidade, a Rua Coronel Moreira César teve seu nome trocado para Ator Paulo Gustavo. A justificativa teria até mesmo um pretexto esquerdista, visto que o homenageado era um militar que teve como uma de suas últimas missões a destruição do Arraial de Canudos no início do período republicano, missão em que ele falhou e morreu no processo. Mas a história, apesar do que dizem os identitários, não pode é bem mais complexa e não pode ser analisada de forma moral.

Artigos Relacionados

O Coronel Moreira César era a liderança da ala mais esquerda dos militares que foram justamente aqueles que derrubaram a monarquia reacionária a proclamaram a república, havia uma grande disputa política no país e um dos desfechos poderia ser um governo radical do próprio coronel. Este setor acabou sendo derrotado após a sua morte o que deu origem a ultraconservadora república dos barões do café, dominada pelos latifundiários de São Paulo. Mais uma vez, como no caso de Borba Gato e de Pedro Álvares Cabral a esquerda identitários demonstram um grande desconhecimento da história, por outro lado o imperialismo parece escolher muito bem os seus alvos.

O problema por trás das homenagens a Paulo Gustavo, inclusive, vai muito além de trocar heróis do povo por figuras irrelevantes. Desde que ficou seriamente doente, Paulo Gustavo tem sido utilizado pela rede Globo para a campanha presidencial de 2022. A Globo procurou transformar a morte de seu funcionário em uma comoção nacional para que isso colocasse a emissora e o PSDB como humanistas, como vítimas do “negacionismo” do presidente fascista e ilegítimo Jair Bolsonaro. Ou seja, longe de se importar com Paulo Gustavo, a Globo explora a sua imagem para fazer politcagem.

A Globo, que é responsável pelo golpe de Estado de 2016 a fraude eleitoral de 2018 e portanto a eleição de Bolsonaro, nem ousa tocar em locais que realmente poderiam abrir um confronto como a estátua do líder do golpe de 1964 na praia do Leme ou nas diversas outras homenagens aos golpistas e torturadores do regime militar. Seu foco é destruir a cultura nacional para manter o país escravo do imperialismo enquanto lucra em cima da morte de seus próprios atores cuja a própria emissora é responsável visto que desde o principio apoiou a política genocida da direita no Brasil. Frente a esses ataques a cultura nacional deve ser defendida a qualquer custo e aqueles que querem destruí-la como o Partido da Imprensa Golpistas devem ser esmagados pela classe operária em sua luta pelo poder.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores

DCO

O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Outros

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.