Vereadora negra

Ameaças em Curitiba mostram: extrema-direita não foi derrotada

Carol Dartora recebeu ameaças de morte na última semana

carol-dartora-camara

Carol Dartora (PT-PR) – Foto: Reprodução

Na última semana, Carol Dartora, eleita vereadora pelo PT em novembro, recebeu mensagens de e-mail com ameaças claramente racistas. Dartora é a primeira vereadora negra eleita na cidade de Curitiba.

O caso em questão demonstra que as eleições municipais de 2020, muito longe de terem servido para combater o bolsonarismo, apenas fortaleceram o regime político, que se desloca cada vez mais para a direita. Do início ao fim, as eleições foram uma fraude completa operada pela burguesia, justamente com o objetivo de manter os seus representantes no poder. Como elementos da fraude, citar, entre tantos outros, a clausura de barreira, as proibições contra a campanha de rua, a cassação de candidaturas e a censura na internet.

Artigos Relacionados

Como resultado de toda essa fraude, os partidos da direita golpista, que já comandavam a maioria dos municípios, saíram como grandes vencedores. Enquanto o PT e, principalmente, o PCdoB perderam um número considerável de prefeituras o DEM, partido da ditadura militar, odiado pela população, teve o maior crescimento nas eleições. E mais: mesmo dentre os representantes da burguesia, foram eleitos os partidos mais direitistas e os elementos mais direitistas desses partidos. O PDT e o PSB, conhecidos por sua demagogia esquerdista, apresentaram um retrocesso.

Para encobrir a fraude e para dar uma espécie de “cala a boca” para a esquerda, a burguesia usou e abusou da demagogia identitária. Isto é, para disfarçar o fato de que elegeu os piores inimigos da classe trabalhadora, a classe dominante também permitiu a vitória de alguns poucos indivíduos que estariam ligados a grupos oprimidos como os negros, as mulheres e os LGBTs. Em Curitiba, isso ficou claro: ao mesmo tempo em que os golpistas reelegeram o impopular e fascista Rafael Greca (DEM) para a prefeitura da cidade, a Câmara dos Vereadores ganhou três representantes negros.

A eleição desses vereadores negros tem sido utilizada largamente como propaganda de que a esquerda estaria avançando em alguns aspectos. Contudo, como a própria ameaça fascista à Carol Dartora deixa claro, não se pode considerar que há um avanço da esquerda: a extrema-direita fascista está tão à vontade que está ameaçando as únicas concessões que a burguesia fez à esquerda paranaense. E, nesse caso, o caráter de extrema-direita das ameaças fica ainda mais claro: dos vereadores negros eleitos pelo PT na capital paranaense, uma é a própria Carol Dartora, professora e dirigente da APP-Sindicato. O outro é Renato Freitas, advogado, baleado pela Guarda Municipal durante a campanha eleitoral em 2018 por distribuir um panfleto e perseguido pelo aparato de repressão em diversas ocasiões.

Se os aliados mais próximos do presidente ilegítimo Jair Bolsonaro não saíram como grandes vencedores nessas eleições, isso se deu somente porque a burguesia não viu necessidade em impulsionar a extrema-direita. Como as eleições municipais são muito mais controladas e menos politizadas, a direita não precisou lançar mão da mesma operação de 2018, quando apoiou em peso Jair Bolsonaro para impedir que o PT vencesse as eleições. No entanto, os “pais do bolsonarismo”, os mesmos setores que apoiaram a eleição de Bolsonaro, não irão combater o fascismo, e estarão prontos para apoiar o fascismo quando julgarem necessário.

Para a esquerda, o movimento negro e para todos os oprimidos, não há qualquer saída possível por meio de um acordo com a direita golpista. É preciso derrubar nas ruas o governo Bolsonaro e organizar a autodefesa dos trabalhadores para enfrentar, nas ruas, as provocações da extrema-direita.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.