O povo precisa reagir

A PM é uma organização criminosa que precisa ser extinta

A PM não cumpre a lei, nem quando o assunto é por em prática as leis absurdas do regime político burguês

imagem maos na cabeca 1

Momento da execução do jovem pelo BAEP – Reprodução/G1

Um acontecimento recente tem tido destaque na imprensa. No dia 9 de Setembro, foi executado em São José dos Campos um rapaz que estava em um carro em fuga da polícia. O jovem em questão era o carona, Vinicius David de Souza Castro Gomes, que estava em fuga juntamente com outros quatro jovens, que também estavam envolvidos.

Apesar do caráter comum do acontecimento, o fator que destacou o caso do restante foi que toda a cena foi gravada pelas câmeras dos coletes dos policiais, algo que revelou a covardia dos agentes com o jovem, que apesar de pego em flagrante, estava nitidamente rendido e saindo do carro com as mãos na cabeça quando foi executado.

Artigos Relacionados

O vídeo capturado pelas câmeras é bem claro em mostrar a atitude dos PMs, que nitidamente procuram tapar as lentes das câmeras e mudar a cena do crime ao colocar uma pistola sobre o jovem executado para dar a entender que este havia reagido aos policiais. Um policial ao fim do vídeo ainda afirma que se soubesse que um dos jovens que sobreviveu estava com um colete à prova de balas, teria procurado atirar na sua cabeça ao invés do tronco, mostrando que o objetivo inicial era executar as vítimas e que o que aconteceu não foi um “erro de protocolo” ou que o PM não agiu da maneira que queria.

Não precisamos explicar o óbvio, que é inaceitável que o estado execute um indivíduo, mesmo que este seja um criminoso, ainda mais quando isso não está na lei, apesar de que não seria correto, mesmo que estivesse. A situação se torna ainda mais inaceitável quando observamos que o sujeito em questão estava rendido e não apresentava uma ameaça em nenhum sentido, seja ao policial ou às pessoas em volta. O sujeito nem mesmo dava sinais de que iria fugir, algo que mesmo que ele fizesse, não justificaria sua execução. Essas ações injustificáveis e a política de extermínio da polícia que tornam o Brasil o país com a polícia mais carniceira de todo o mundo.

É importante salientar que esse comportamento da polícia não só não é corrigível, como é o protocolo padrão de ação da corporação, que é uma força de repressão fascista contra o povo trabalhador. Sendo assim, pedir reformas na PM não só é mais que uma fantasia, visto que a agressão ao povo não é uma falha no procedimento da organização, mas sim o cumprimento do seu papel social.

A única solução para o problema do caráter corrupto e antipovo da polícia é a dissolução da organização existente e a formação de uma milícia popular eleita bairro a bairro, composta pelos moradores e que responda a estes e cujos integrantes possam ser destituídos por esses a qualquer momento.

Essa cobrança do estado pelo povo só se faz possível com o armamento da população e o seu treinamento, para que esta possa se defender dos perigos diários da nossa sociedade, mas mais importante que isso, para que ela possa se proteger do estado e cobrá-lo por suas ações.

A situação do povo brasileiro hoje permite ao estado transgredir as liberdades e direitos dos indivíduos, que não tem como reagir, pois estão desarmados e indefesos, medida infelizmente apoiada pela esquerda.



A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.