Menu da Rede

Estado de Israel mostra, mais uma vez, que é uma monstruosidade

Anterior
Próximo

O câncer do secundarismo

PCdoB na UBES: o parasita do movimento secundarista

O PCdoB destrói as organizações estudantis para alimentar as ambições de seus dirigentes carreiristas

A camisa da organização mais parasitária do movimento estudantill – Foto: Reprodução

Membros da equipe do Pró-Cultura estiveram presentes no congresso da União Brasileira dos Estudantes Secundaristas, que é há tempos dominada pelo PCdoB.

A UBES seria um dos centros da organização do movimento estudantil em escala nacional, isso pelo menos na expectativa do incauto simpatizante da política de esquerda e do movimento estudantil, que se envolve inocentemente com a coisa no intuito de fazer a diferença e, frequentemente, ingressar no mundo político. Afinal, o movimento estudantil acaba sendo a porta de entrada de muitos para a militância, inclusive para a militância revolucionária.

Esses indivíduos que, inspirados e animados com a ideia de intervir na situação política ao seu redor, ao se depararem com uma atividade escabrosa como foi (e comumente é, há décadas) o ConUbes, têm grandes chances de se afastarem na hora da atividade política. Ou pior, trocarem de lado e se juntarem à campanha da direita contra o movimento estudantil e à esquerda ao verem o nível da podridão das direções das entidades.

Quem imagina um congresso, seja ele de um partido, sindicato, entidade estudantil ou seja a organização política que for, espera uma atividade formal, bem organizada e devidamente credenciada e regulamentada, onde se prima pela responsabilidade com os devidos procedimentos necessários para validar aquilo que é determinado pelos membros da organização em questão de forma que essas determinações tenham legitimidade perante a base do movimento. Isso, caros leitores, é o oposto do que se vê na atividade que a UBES (ou seria melhor dizer, o PCdoB) chama de congresso.

Como havíamos dito antes, o ambiente não só não passa a devida sensação de legitimidade que uma atividade que elege a direção de uma entidade nacional de um dos pilares da luta social que é o movimento estudantil deveria passar; como estimula o ódio, a repulsa e o sectarismo dos presentes instantaneamente.

Ao entrar no congresso, você se depara com uma atividade totalmente descentralizada (leia-se: completamente desorganizada e sem sentido prático). Palanques aleatórios de organizações diversas espalhados por um vasto espaço aberto parecem não apresentar nenhuma função real para a intervenção no congresso. São, antes de tudo, uma falação desordenada e já irritante de tão repetitiva para quem está frequentemente presente nas atividades onde essas organizações e “direções” comparecem. E mais: são discursos eloquentes que servem apenas à promoção daqueles que ali intervém.

Essas falas, que buscam supostamente apresentar um programa, são, frequentemente, uma regurgitação identitária e muito moderada de retórica supostamente muito combativa. Não tem lastro na situação política real dos estudantes e nem de quase ninguém, a não ser por vagas conexões que podem muito bem nem existir se verificadas no detalhe.

Se fosse apenas por isso, seria apenas mais uma atividade que nos faz perder cada dia mais a fé de que essas organizações de esquerda tem um real propósito social que esteja fora dos seus próprios interesses. Mas, claro que não acaba por aí. 

Durante os três dias de congresso, concomitantemente com a falação pseudo-radical insuportável que já estamos acostumados, outro fator que, este sim, surpreende, e pode ser até chocante dependendo do grau de sensibilidade e de experiência do observador, se apresenta quando observamos os indivíduos ali presentes de perto. Algo importante de se salientar, antes de entrarmos no mérito, é que, por se tratar de uma organização dos secundaristas, as “delegações” são compostas primariamente por menores de idade.

Ao interagir e observar as pessoas ali presentes, se percebe que uma parcela expressiva, se não majoritária, do quórum do congresso, não faz a mais remota ideia do que está acontecendo. Não sabe nem ao menos com quem veio e de que se trata a atividade. Isso acontecia majoritariamente com aqueles que eram da delegação da UJS, mas o fenômeno também se manifestava em pessoas de outras organizações, porém em menores graus.

Isso já mostra claramente qual é a política para o congresso da UBES pelo PCdoB: perpetuar o controle da UJS na UBES a qualquer custo, política essa que não exclui a destruição da capacidade mobilizatória, ou seja, da utilidade prática da entidade para atingir esses fins mesquinhos e profundamente podres.

Esse método profundamente despolitizado e característico da política burguesa de se fazer as coisas rendeu um problemão à UJS, pois os desavisados que a organização trouxe eram altamente suscetíveis à apresentação de alguma política, algo que o próprio PCdoB não fornecia. Sendo assim, a aceitação ao material da Aliança da Juventude Revolucionária foi tanta, que rendeu cenas lamentáveis, como a de dirigentes e pessoas da organização do bloco da UJS sendo obrigadas a intimidar militantes do PCO para que não distribuírem panfletos. E aqueles sortudos do bloco que conseguissem ter contato com política através do material da AJR eram rapidamente repreendidos, repreensões essas que iam desde um dirigente do PCdoB arrancar o panfleto das mãos do sujeito, até ameaçar que o indivíduo não voltaria para casa se deixasse seu contato conosco ou mantivesse nosso material consigo.

Entretanto, novamente, é importante colocar: fosse apenas isso, ainda não haveria tanto motivo para redigir um texto dessa natureza, para colocar publicamente com esta clareza estes problemas. Poderia ser ainda, apesar de estar em um patamar maior de desonestidade e mesquinharia política do que de costume, passável como “acontecimentos de rotina” da política rasteira do movimento estudantil para quem já está razoavelmente acostumado. Porém, como foi dito, não para por aí.

O fato que mais impressiona, no mau sentido, é claro, são os métodos pelos quais a UJS consegue formar a sua “fila da sopa” no ConUBES.

Como foi dito anteriormente, por ser o congresso de uma entidade dos estudantes secundaristas, se trata de uma atividade com um alto índice de menores de idade. Mas, aparentemente, isso não tem muito valor no cálculo do PCdoB de como aliciar os desavisados para sua operação espúria. Por toda parte, principalmente de noite, após os “trabalhos”, vemos menores embriagados e sob o efeito de drogas que são consumidas a céu aberto e frente aos olhos, e pior, com o estímulo de elementos maiores de idade da coordenação do congresso – leia-se, do PCdoB.

A todo momento, era possível ouvir as sirenes de ambulâncias levando pessoas ao hospital em uma frequência totalmente anormal para atividades políticas, seja de qual for o tamanho. Não eram raros os indivíduos regurgitando em lixeiras, lixeiras estas que após o seu “uso” detinham um odor alcoólico característico das “festinhas” mais degradadas que se vê por aí.

Em um determinado momento da atividade, a enfermaria do Ginásio Nilson Nelson foi murada com barreiras metálicas para impedir que o seu interior, que abrigava menores que passaram mal devido à perigosa combinação de álcool, entorpecentes como lança perfume e maconha, e o calor implacável e caracteristicamente seco do Distrito Federal, fosse visto.

Em um dos banheiros masculinos (que era totalmente inutilizável devido ao cheiro insuportável de dejetos humanos e fluídos corporais acumulados em sanitários entupidos), foi relatado por membros da delegação da AJR, que havia um traficante de drogas.

Fora isso, havia um clima sexual frequente que não era, de modo algum, inibido para manter a ordem da atividade. O clima era especialmente marcante e desagradável nos banheiros de condição sub-humana descritos acima.

Ainda nos foi relatado que o congresso forneceu comida que havia perecido aos estudantes. Houve relatos, inclusive, de que foram encontrados vermes no feijão das marmitas do almoço do segundo dia, algo que é corroborado pela espetacular aceitação da  barraca de cachorros quentes organizada por militantes do PCO, na qual até os líderes das organizações que têm profundo desafeto pelo PCO iam se alimentar.

Após todas essas infrações que acabariam com qualquer show de música ao vivo ou atividade pública, ainda tivemos a cena digna de nota, de um elemento da “organização do evento”, vir até a barraca da AJR dizer que ela teria de ser desmontada por não constar no croqui dos bombeiros, colocação que foi prontamente respondida apresentando todos os defeitos que foram descritos aqui ao sujeito que nos ameaçava, fazendo-o entender que seu pior pesadelo seria que qualquer fiscalização de qualquer natureza aparecesse em um raio de quilômetros daquele congresso.

Ao notar o erro que estava cometendo, o pretenso organizador deu meia volta e, após algumas tentativas mal sucedidas de avacalhar a atividade da AJR, com blefes baratos (típicos do movimento estudantil), chegando ao ponto de tentar nos fazer dar um golpe e se apropriar de uma barraca que era do movimento popular da juventude do PT, o MPJ, ele desistiu.

É importante salientar que essa situação deplorável não é mérito da UBES em si, que é apenas uma entidade, mas sim de quem a toca há anos, que é o PCdoB, usando o disfarce de um de seus inúmeros nomes fantasia, que no movimento estudantil é a UJS.

Não é exagero dizer que o que o PCdoB faz com a UBES é semelhante ao que um parasita faz ao organismo de um ser humano. Ele se apropria dos recursos vitais desse ser humano e, aos poucos, o faz definhar e recrudescer, se instalando cada vez mais, tornando a sua separação do organismo hospedeiro cada vez mais difícil e tornando as capacidades fisiológicas do sujeito cada vez mais débiles. O parasita, que é a UJS na UBES, se instalou a ponto de fazer o hospedeiro agir em função dos interesses do parasita contra seus próprios, que, no caso, são os interesses do movimento estudantil.

Esse sequestro das funções vitais da organização se reflete em seu congresso, que mostra como a organização, enquanto dominada pela UJS, serve apenas como um fim em si mesmo. A única atividade enérgica do PCdoB que utiliza a UBES é o esforço de guerra bienal empregado para perpetuar a direção da UJS durante o ConUBES.

Confira na íntegra o episódio do Pró Cultura sobre o congresso da UBES

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais

Esquerda se junta à direita na defesa do sistema eleitoral

Esquerda desnorteada, pede que Moraes nos salve de Bolsonaro

Leandro Brugnago Denuncia a Ditadura do STF

Em Brasília, lotar as ruas como na Cinelândia e em Diadema

Depois de Jonhson, Biden será a próxima vítima da guerra?

Uma política para a CUT e os sindicatos diante do recorde de fome

É a fome!

alexandre moraes stf 913.jpg

O PCO não está só na luta pelas liberdades democráticas

STF fora do controle popular é ditadura!

10 mil contra 11

pm rj

Parar as chacinas, dissolver a Polícia

“Garimpeiro não é bandido, é trabalhador”

Os “amigos da onça” são uma ameaça contra Lula

A disputa  é pelo comando do golpe e não para impedí-lo

Ficou provado que “centrais de brinquedo” não mobilizam ninguém

Querem “roubar” o candidato dos trabalhadores

Romper a paralisia e reverter o fiasco do 1º de Maio

Policial não é trabalhador

Todos na rua, por Lula ou nada!

Revogar a reforma trabalhista tendo Alckmin à frente?

CSN, garis, professores x Conclat: dois caminhos, duas políticas

De São Paulo a Dubai, de Budapeste a Islamabad e de 1915 a 2022

O Brasil é favorito na copa?

Criminalização do nazismo é desculpa para incriminar o comunismo

Para arrancar os 33,24% convocar uma greve nacional da Educação

33,24% seminário

Doria e prefeitos armam golpe contra reajuste de 33,24%

lulajá

Não apoiar Lula por conta de seus aliados é um erro a ser evitado

Contra o golpe do reajuste de 0% para o piso dos professores

conferência sindical mesa

Conferência aprovou luta contra reformas e por Lula presidente

O golpe de Boulos e do PSOL contra o PT e em favor da direita

alckmin e doria firmam parcerias entre estado e município

Os ataques de Doria aos professores e o fracasso da frente ampla

Iniciar uma campanha militante e de massas em torno de Lula

Agora! Natália Pimenta no Pânico da Jovem Pan

Todos na Paulista: é Lula contra Bolsonaro e toda a direita

Petistas reagem à chapa com Alckmin e chantagem do PSB

Às ruas por Lula presidente com vice das lutas populares

ato paulista 7:11:21

Dia 12 é na Paulista por Fora Bolsonaro e Lula presidente

carteira vazia

Recessão e inflação: defender os salários com “gatilho”

alckmin e aceio paulista

Nós professores não queremos Alckmin. Nenhum trabalhador quer!

A esquerda que se opõe às ideias e à luta revolucionária

Contra o roubo dos salários, lutar pelo “gatilho salarial”

Unir já toda a esquerda e o povo por Lula presidente!

20 novembro

Neste sábado: abaixo o massacre do povo negro, Lula presidente!

Bloco Vermelho presta apoio a Cuba e convoca ato de solidariedade

“Plenária Vermelha”: uma vitoria contra a politica de capitulação

lula pco abc

Plenária Nacional do Bloco Vermelho agrupa contra a frente ampla

Mais de 150 assinaturas convocam Plenária Lula Presidente

cartaz plenária nacional

Dirigentes do PT, PCO, CUT e PCPB convocam Plenária Nacional

Aprender da derrota diante de Doria em SP

Servidores/SP: é preciso ir além da “pressão” parlamentar

Uma Plenária Nacional por Fora Bolsonaro e Lula presidente

A “esquerda” que luta contra a candidatura de Lula

“Centrais” golpistas atacam a CUT para defender carrascos do povo

PSOL decide não ter candidato mas não aprova apoio a Lula

Inflação dispara e mostra tendência geral de agravamento da crise

Fora todos os carrascos dos trabalhadores dos atos da esquerda!

Gilmar Mendes libera grandes empresas de pagar trabalhadores

Crise divide a direita e votação da “reforma” é adiada

BolsoDoria quer privatizar Sabesp, Petrobras e portos

Globo escancara o golpe da 3ª via e transmitirá primárias do PSDB

Quem vai deter Bolsonaro?

Dia 7/9, tomar as ruas contra a ditadura de Bolsonaro e Doria

BolsoDoria quer limpar o caminho para Bolsonaro desfilar

As lições do dia 18/8 e a mobilização de 7 de setembro

Por ruas ainda mais vermelhas, sem a direita, por fora Bolsonaro

Wilson Witzel depõe hoje na mais nova sessão da CPI da Covid

Direita manobra e mantém mecanismos ditatoriais mesmo sem LSN

1º de Maio na Sé: vitória da mobilização contra a paralisia

Mais um passo na privatização da CEF

Contra as demissões é preciso ocupar a LG

Presença de Lula ‘enfraquece’ a direita

Com Lula, por um governo dos trabalhadores

24h a serviço dos trabalhadores

DCO

O jornal da classe operária
Sites Especiais

Esquerda se junta à direita na defesa do sistema eleitoral

Esquerda desnorteada, pede que Moraes nos salve de Bolsonaro

Leandro Brugnago Denuncia a Ditadura do STF

Em Brasília, lotar as ruas como na Cinelândia e em Diadema

Depois de Jonhson, Biden será a próxima vítima da guerra?

Uma política para a CUT e os sindicatos diante do recorde de fome

É a fome!

alexandre moraes stf 913.jpg

O PCO não está só na luta pelas liberdades democráticas

STF fora do controle popular é ditadura!

10 mil contra 11

pm rj

Parar as chacinas, dissolver a Polícia

“Garimpeiro não é bandido, é trabalhador”

Os “amigos da onça” são uma ameaça contra Lula

A disputa  é pelo comando do golpe e não para impedí-lo

Ficou provado que “centrais de brinquedo” não mobilizam ninguém

Querem “roubar” o candidato dos trabalhadores

Romper a paralisia e reverter o fiasco do 1º de Maio

Policial não é trabalhador

Todos na rua, por Lula ou nada!

Revogar a reforma trabalhista tendo Alckmin à frente?

CSN, garis, professores x Conclat: dois caminhos, duas políticas

De São Paulo a Dubai, de Budapeste a Islamabad e de 1915 a 2022

O Brasil é favorito na copa?

Criminalização do nazismo é desculpa para incriminar o comunismo

Para arrancar os 33,24% convocar uma greve nacional da Educação

33,24% seminário

Doria e prefeitos armam golpe contra reajuste de 33,24%

lulajá

Não apoiar Lula por conta de seus aliados é um erro a ser evitado

Contra o golpe do reajuste de 0% para o piso dos professores

conferência sindical mesa

Conferência aprovou luta contra reformas e por Lula presidente

O golpe de Boulos e do PSOL contra o PT e em favor da direita

alckmin e doria firmam parcerias entre estado e município

Os ataques de Doria aos professores e o fracasso da frente ampla

Iniciar uma campanha militante e de massas em torno de Lula

Agora! Natália Pimenta no Pânico da Jovem Pan

Todos na Paulista: é Lula contra Bolsonaro e toda a direita

Petistas reagem à chapa com Alckmin e chantagem do PSB

Às ruas por Lula presidente com vice das lutas populares

ato paulista 7:11:21

Dia 12 é na Paulista por Fora Bolsonaro e Lula presidente

carteira vazia

Recessão e inflação: defender os salários com “gatilho”

alckmin e aceio paulista

Nós professores não queremos Alckmin. Nenhum trabalhador quer!

A esquerda que se opõe às ideias e à luta revolucionária

Contra o roubo dos salários, lutar pelo “gatilho salarial”

Unir já toda a esquerda e o povo por Lula presidente!

20 novembro

Neste sábado: abaixo o massacre do povo negro, Lula presidente!

Bloco Vermelho presta apoio a Cuba e convoca ato de solidariedade

“Plenária Vermelha”: uma vitoria contra a politica de capitulação

lula pco abc

Plenária Nacional do Bloco Vermelho agrupa contra a frente ampla

Mais de 150 assinaturas convocam Plenária Lula Presidente

cartaz plenária nacional

Dirigentes do PT, PCO, CUT e PCPB convocam Plenária Nacional

Aprender da derrota diante de Doria em SP

Servidores/SP: é preciso ir além da “pressão” parlamentar

Uma Plenária Nacional por Fora Bolsonaro e Lula presidente

A “esquerda” que luta contra a candidatura de Lula

“Centrais” golpistas atacam a CUT para defender carrascos do povo

PSOL decide não ter candidato mas não aprova apoio a Lula

Inflação dispara e mostra tendência geral de agravamento da crise

Fora todos os carrascos dos trabalhadores dos atos da esquerda!

Gilmar Mendes libera grandes empresas de pagar trabalhadores

Crise divide a direita e votação da “reforma” é adiada

BolsoDoria quer privatizar Sabesp, Petrobras e portos

Globo escancara o golpe da 3ª via e transmitirá primárias do PSDB

Quem vai deter Bolsonaro?

Dia 7/9, tomar as ruas contra a ditadura de Bolsonaro e Doria

BolsoDoria quer limpar o caminho para Bolsonaro desfilar

As lições do dia 18/8 e a mobilização de 7 de setembro

Por ruas ainda mais vermelhas, sem a direita, por fora Bolsonaro

Wilson Witzel depõe hoje na mais nova sessão da CPI da Covid

Direita manobra e mantém mecanismos ditatoriais mesmo sem LSN

1º de Maio na Sé: vitória da mobilização contra a paralisia

Mais um passo na privatização da CEF

Contra as demissões é preciso ocupar a LG

Presença de Lula ‘enfraquece’ a direita

Com Lula, por um governo dos trabalhadores

Blogues

Esquerda se junta à direita na defesa do sistema eleitoral

Esquerda desnorteada, pede que Moraes nos salve de Bolsonaro

Leandro Brugnago Denuncia a Ditadura do STF

Em Brasília, lotar as ruas como na Cinelândia e em Diadema

Depois de Jonhson, Biden será a próxima vítima da guerra?

Uma política para a CUT e os sindicatos diante do recorde de fome

É a fome!

alexandre moraes stf 913.jpg

O PCO não está só na luta pelas liberdades democráticas

STF fora do controle popular é ditadura!

10 mil contra 11

pm rj

Parar as chacinas, dissolver a Polícia

“Garimpeiro não é bandido, é trabalhador”

Os “amigos da onça” são uma ameaça contra Lula

A disputa  é pelo comando do golpe e não para impedí-lo

Ficou provado que “centrais de brinquedo” não mobilizam ninguém

Querem “roubar” o candidato dos trabalhadores

Romper a paralisia e reverter o fiasco do 1º de Maio

Policial não é trabalhador

Todos na rua, por Lula ou nada!

Revogar a reforma trabalhista tendo Alckmin à frente?

CSN, garis, professores x Conclat: dois caminhos, duas políticas

De São Paulo a Dubai, de Budapeste a Islamabad e de 1915 a 2022

O Brasil é favorito na copa?

Criminalização do nazismo é desculpa para incriminar o comunismo

Para arrancar os 33,24% convocar uma greve nacional da Educação

33,24% seminário

Doria e prefeitos armam golpe contra reajuste de 33,24%

lulajá

Não apoiar Lula por conta de seus aliados é um erro a ser evitado

Contra o golpe do reajuste de 0% para o piso dos professores

conferência sindical mesa

Conferência aprovou luta contra reformas e por Lula presidente

O golpe de Boulos e do PSOL contra o PT e em favor da direita

alckmin e doria firmam parcerias entre estado e município

Os ataques de Doria aos professores e o fracasso da frente ampla

Iniciar uma campanha militante e de massas em torno de Lula

Agora! Natália Pimenta no Pânico da Jovem Pan

Todos na Paulista: é Lula contra Bolsonaro e toda a direita

Petistas reagem à chapa com Alckmin e chantagem do PSB

Às ruas por Lula presidente com vice das lutas populares

ato paulista 7:11:21

Dia 12 é na Paulista por Fora Bolsonaro e Lula presidente

carteira vazia

Recessão e inflação: defender os salários com “gatilho”

alckmin e aceio paulista

Nós professores não queremos Alckmin. Nenhum trabalhador quer!

A esquerda que se opõe às ideias e à luta revolucionária

Contra o roubo dos salários, lutar pelo “gatilho salarial”

Unir já toda a esquerda e o povo por Lula presidente!

20 novembro

Neste sábado: abaixo o massacre do povo negro, Lula presidente!

Bloco Vermelho presta apoio a Cuba e convoca ato de solidariedade

“Plenária Vermelha”: uma vitoria contra a politica de capitulação

lula pco abc

Plenária Nacional do Bloco Vermelho agrupa contra a frente ampla

Mais de 150 assinaturas convocam Plenária Lula Presidente

cartaz plenária nacional

Dirigentes do PT, PCO, CUT e PCPB convocam Plenária Nacional

Aprender da derrota diante de Doria em SP

Servidores/SP: é preciso ir além da “pressão” parlamentar

Uma Plenária Nacional por Fora Bolsonaro e Lula presidente

A “esquerda” que luta contra a candidatura de Lula

“Centrais” golpistas atacam a CUT para defender carrascos do povo

PSOL decide não ter candidato mas não aprova apoio a Lula

Inflação dispara e mostra tendência geral de agravamento da crise

Fora todos os carrascos dos trabalhadores dos atos da esquerda!

Gilmar Mendes libera grandes empresas de pagar trabalhadores

Crise divide a direita e votação da “reforma” é adiada

BolsoDoria quer privatizar Sabesp, Petrobras e portos

Globo escancara o golpe da 3ª via e transmitirá primárias do PSDB

Quem vai deter Bolsonaro?

Dia 7/9, tomar as ruas contra a ditadura de Bolsonaro e Doria

BolsoDoria quer limpar o caminho para Bolsonaro desfilar

As lições do dia 18/8 e a mobilização de 7 de setembro

Por ruas ainda mais vermelhas, sem a direita, por fora Bolsonaro

Wilson Witzel depõe hoje na mais nova sessão da CPI da Covid

Direita manobra e mantém mecanismos ditatoriais mesmo sem LSN

1º de Maio na Sé: vitória da mobilização contra a paralisia

Mais um passo na privatização da CEF

Contra as demissões é preciso ocupar a LG

Presença de Lula ‘enfraquece’ a direita

Com Lula, por um governo dos trabalhadores

Movimentos

Esquerda se junta à direita na defesa do sistema eleitoral

Esquerda desnorteada, pede que Moraes nos salve de Bolsonaro

Leandro Brugnago Denuncia a Ditadura do STF

Em Brasília, lotar as ruas como na Cinelândia e em Diadema

Depois de Jonhson, Biden será a próxima vítima da guerra?

Uma política para a CUT e os sindicatos diante do recorde de fome

É a fome!

alexandre moraes stf 913.jpg

O PCO não está só na luta pelas liberdades democráticas

STF fora do controle popular é ditadura!

10 mil contra 11

pm rj

Parar as chacinas, dissolver a Polícia

“Garimpeiro não é bandido, é trabalhador”

Os “amigos da onça” são uma ameaça contra Lula

A disputa  é pelo comando do golpe e não para impedí-lo

Ficou provado que “centrais de brinquedo” não mobilizam ninguém

Querem “roubar” o candidato dos trabalhadores

Romper a paralisia e reverter o fiasco do 1º de Maio

Policial não é trabalhador

Todos na rua, por Lula ou nada!

Revogar a reforma trabalhista tendo Alckmin à frente?

CSN, garis, professores x Conclat: dois caminhos, duas políticas

De São Paulo a Dubai, de Budapeste a Islamabad e de 1915 a 2022

O Brasil é favorito na copa?

Criminalização do nazismo é desculpa para incriminar o comunismo

Para arrancar os 33,24% convocar uma greve nacional da Educação

33,24% seminário

Doria e prefeitos armam golpe contra reajuste de 33,24%

lulajá

Não apoiar Lula por conta de seus aliados é um erro a ser evitado

Contra o golpe do reajuste de 0% para o piso dos professores

conferência sindical mesa

Conferência aprovou luta contra reformas e por Lula presidente

O golpe de Boulos e do PSOL contra o PT e em favor da direita

alckmin e doria firmam parcerias entre estado e município

Os ataques de Doria aos professores e o fracasso da frente ampla

Iniciar uma campanha militante e de massas em torno de Lula

Agora! Natália Pimenta no Pânico da Jovem Pan

Todos na Paulista: é Lula contra Bolsonaro e toda a direita

Petistas reagem à chapa com Alckmin e chantagem do PSB

Às ruas por Lula presidente com vice das lutas populares

ato paulista 7:11:21

Dia 12 é na Paulista por Fora Bolsonaro e Lula presidente

carteira vazia

Recessão e inflação: defender os salários com “gatilho”

alckmin e aceio paulista

Nós professores não queremos Alckmin. Nenhum trabalhador quer!

A esquerda que se opõe às ideias e à luta revolucionária

Contra o roubo dos salários, lutar pelo “gatilho salarial”

Unir já toda a esquerda e o povo por Lula presidente!