peso

Sergio Massa: caminho peronista para entregar o governo à direita

Anterior
Próximo

Resistência

NASA proíbe “masturbação sideral”

Que p0rr@ é essa!? A verdadeira via láctea

Para ser astronauta é preciso resistência – Foto: Reprodução

Em entrevista ao podcast de Conan O’Brien, Smythe, que é engenheiro da NASA, respondeu à pergunta se ele já levou revistas pornográficas para a Estação Espacial Internacional. O engenheiro prontamente respondeu que não e explicou o motivo.

E realmente precisa ser um motivo muito bom: algumas operações extraplanetárias duram meses, até um ano, e, durante todo este tempo, o astronauta não pode ceder às próprias tentações!

Mas, antes de apresentarmos o motivo, é necessário informar que o tema foi fruto de muitos questionamentos filosóficos para a produção desta matéria. Nesse sentido, a Comissão de Redação do Pró-Cultura chegou a algumas hipóteses do porquê a NASA teria impedido tal ato solitário dos astronautas antes de descobrirmos a causa real.

Hipótese 1: Lei da Inércia

Lá pelos idos do século XVII, o físico inglês Isaac Newton catalogou suas três leis que versam sobre os corpos materiais. Mal imaginava ele, contudo, suas possíveis aplicações: estaria a inércia relacionada com a proibição da masturbação no espaço?

Para a formulação desta hipótese, levamos em consideração o enunciado da lei: “Todo corpo continua em seu estado de repouso ou de movimento uniforme em uma linha reta, a menos que seja forçado a mudar aquele estado por forças aplicadas sobre ele”.

E se, pela ausência da resistência do ar e de forças aplicadas sobre o pênis do astronauta, ele se mantivesse em movimento retilíneo e uniforme durante todo o período no espaço? Já imaginou? O astronauta ficaria incapacitado de trabalhar…

Infelizmente, a biologia explica que não é bem assim que funciona o corpo humano, logo esta hipótese tem de ser descartada…

Vamos à próxima:

Hipótese 2: meteoro!

E se, ao estar em órbita da Terra, o astronauta liberasse seus “fluídos corporais” em direção ao planeta azul? Nosso planeta se tornaria branco? Os espermatozoides, em sua movimentação em direção à Terra, ganhando velocidade a cada segundo após penetrar a atmosfera de nosso planeta, colidiriam tal qual um meteorito na superfície terrestre?

Esta hipótese de fim do mundo terá que ficar para a ficção – em especial, para a ficção de baixa qualidade em algum site adulto –, pois também não é ela que motivou a NASA a vetar o momento solitário dos astronautas.

Os espermatozoides têm uma massa muito pequena para gerar tal impacto destruidor em nosso planeta, de tal modo que essa hipótese deve ir para o ralo.

Hipótese 3: chuva ácida!

É conhecido por todos o efeito que a chuva ácida gera nas plantações agrícolas, nos monumentos de ferro e em demais construções. Tal efeito ocorre justamente pelo seu Potencial Hidrogeniônico (Ph) extremamente baixo, tornando a solução muito ácida.

Seriam os espermatozoides, frutos da manifestação de prazer dos astronautas, capazes de gerar tal efeito na homeostase climática do planeta? Poderiam eles gerar um jato ácido que danificasse o bem-estar climático do planeta?

Infelizmente, também não é esse o motivo. O motivo revelado pelo engenheiro da NASA sobre o porquê não se pode se masturbar na Estação Espacial Internacional está localizado como muito mais à longo prazo, mais especificamente 9 meses depois do ato:

Hipótese 4: gravidez acidental das astronautas!

Exatamente, essa é a hipótese correta. Pela ausência de gravidade no espaço, os fluidos corporais liberados pelo astronauta no seu momento de prazer solitário seguirão no espaço e buscarão seu destino.

O efeito disso pode ser a gravidez acidental, uma vez que a menor quantidade de espermatozóide já é capaz de fecundar o óvulo e pode engravidar a mulher. Em média, uma “sessão” pode ser capaz de engravidar acidentalmente até 3 mulheres!

Imagine o problema que serie ficar grávida no espaço, sem sequer ter mantido relações sexuais! O filho seria um extraterrestre, o pai seria um astronauta que estava num momento de “reflexão” e a mãe teria ficado grávida aleatoriamente – e de maneira indesejada!

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.