Participe e contribua com o XI Congresso Nacional do PCO

Farsa

Simone Tebet luta pela libertação das mulheres?

É preciso desmascarar a política demagógica da terceira via e lutar por uma candidatura que defenda os trabalhadores

Simone Tebet, candidata da terceira via e inimiga das mulheres – Reprodução

Os golpistas de 2016, desejam a todo custo emplacar a candidatura da terceira via, na figura da candidata a Simone Tebet (MDB), selecionada como alternativa entre a polarização de Lula e Bolsonaro. Para isso, usam como apelo a questão dela ser mulher, como se todas as mulheres defendessem as mulheres trabalhadoras.

Nesta semana, a direita tradicional, por meio de sua candidata, deu declarações dizendo que sofreu assédio, tentando fazer demagogia com as mulheres. Apelando para a pauta identitária. Porém, dizer que ela, ou qualquer outro de seu partido, defende a mulher, é uma completa mentira.

Tebet representa o lado político inimigo das mulheres e fará as mesmas coisas que o governo Bolsonaro, mas com o estilo entreguista de Fernando Henrique Cardoso (FHC). Podemos dizer que a candidatura mal representa as mulheres da burguesia que tem parte de seus problemas resolvidos e com certeza não tem nada a ver com as mulheres operárias.

Vale lembrar que a candidata da terceira via apoiou Bolsonaro e que a política identitária adotada por ela, não segue um verdadeiro programa de defesa das mulheres. Na verdade, cobram apenas mais punição. 

As propostas apresentadas pela direita, servem somente para o aumento da repressão, para punir ainda mais o povo pobre e negro. Pessoas como o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, acusado de assédio, não serão presas, Guimarães no máximo será afastado do cargo, o que para ele significa apenas ficar numa “quarentena” ganhando sem trabalhar.

Esse ataque ao Pedro Guimarães é pura demagogia, pois está na moda dizer que defende a mulher pedindo o aumento da repressão. A candidata da terceira via está em plena campanha eleitoral e está usando a questão de ser mulher para fazer apelo eleitoreiro, escondendo que age politicamente em prol da burguesia e do latifúndio, que exploram bastante as mulheres no campo e na cidade.

É preciso que os trabalhadores saiam às ruas para defender uma verdadeira candidatura de esquerda, a do ex-presidente Lula. Não podemos acreditar que por ser uma candidatura feminina defenderá as mulheres, pois a burguesia massacra as mulheres e ela é representante legítima dessa camada da sociedade.

Precisamos desmascarar essa política demagógica de que mulher defende mulher, o que existe é o interesse de classe e ela não foge a regra. O lançamento de sua candidatura não passa de uma armação contra o Lula, para a esquerda abraçar.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.