Não é só Bolsonaro: o neoliberalismo causou a fome no Brasil

E os direitos da mulher?

PDT é anti-aborto e quer proibir a pílula do dia seguinte

A defesa dos direitos da mulher para o partido do Ciro Gomes é pura demagogia, na prática aprovam leis típicas da extrema direita mais reacionária

Marcha pela vida contra o aborto em 2016. Pauta da extrema direita nas eleições de 2018 – Foto: Valter Campanato/ Agência Brasil

Na semana passada, o prefeito de Fortaleza, Sarto Nogueira (PDT), que é médico ginecologista e evangélico sancionou uma lei que passou pela Câmara de Vereadores da capital do Ceará, que propõe campanhas publicitárias e informativas contra o aborto e o uso de anticoncepcionais. A lei 11.159, em tramitação desde 2017, é de autoria do vereador Jorge Pinheiro (PSDB), da comunidade Shalom, ela cria a “Semana pela Vida”.

Segundo o texto divulgado, o objetivo da lei é promover “campanhas publicitárias e informativas contra a prática do aborto, mediante o convênio com organizações que ofereçam suporte psicológico, social e médico a gestantes, bem como orientações dos malefícios do aborto à mulher, sem qualquer promoção da prática ou de seus supostos benefícios”.

Esse tipo de lei contra as mulheres, caso fosse sancionada pela extrema direita não haveria nenhuma surpresa. Pois, faz parte da politica reacionária que permeia os círculos religiosos onde o fascismo tem bastante adesão. No entanto o PDT, que é um partido de direita, mas que tenta se passar por esquerda, nessa questão faz coro com a extrema direita para não ficar para trás em termos de votos. Através de muita demagogia se diz defender os direitos e a luta das mulheres, na prática criam leis e fazem campanhas criminalizando o aborto.

Desmontando toda a farsa que veio a publico nos últimos atos fora bolsonaro, onde o PCO foi acusado pelo PDT de agredir mulheres e seus militantes de serem machistas, sendo até mesmo excluído do Comitê Fora Bolsonaro de Santa Catarina – por uma cúpula orquestrada pelo PCdoB e o PDT na suposta defesa das mulheres, o partido do Ciro Gomes em direção a politica anti-aborto mostra que é claramente uma mentira, toda sua falacia na luta das mulheres.

No Rio de Janeiro a mesma coisa, uma mulher do PDT acusa um militante do PCO sem prova nenhuma, causa toda uma comoção entre os desavisados, que não sabem que a acusação falsa tem objetivo politico. Que objetivo politico é esse? simples. Retirar, expulsar dos Comitês da Frente Fora Bolsonaro o setor mais combativo dos atos, mais à esquerda, e que leva para todas as manifestações a palavra de ordem Lula presidente em 2022.

Em Curitiba no Paraná, no último ato, o mesmo truque aconteceu, dessa vez uma militante da UJS/PCdoB subiu ao caminhão de som do ato aos brados acusando, sem prova nenhuma, um militante do PCO de agredi-la. Na reunião do Comitê Unificado de Curitiba, após a manifestação do dia 7, uma representante do PDT, não poupou palavras para atacar o PCO. Seu discurso agressivo, identitário, contra um partido de esquerda revolucionário, segundo ela, é para fazer a defesa da luta das mulheres, trans, gays e etc.

A pergunta que fica é: será que todas essas pessoas que acusaram o PCO de machista, misógino, de até mesmo agredir mulher, se dizendo em defesa da luta feminista, das mulheres, das mães, negras, e outros, sabem como seus correligionários tem atuado diante da questão da luta real e concreta das mulheres? Até porque, a principio, o aborto é uma das pautas principais das mulheres no mundo inteiro.

Por fim, não me lembro de toda essa virulência na defesa das mulheres, quando em 2016, os três Senadores da sigla votaram a favor do golpe de Estado contra a ex-presidente Dilma Rousseff. E pior, as intrigas com o PCO, tem um objetivo específico. O PDT é o defensor mais ferrenho de colocar dentro das manifestações fora Bolsonaro, toda a escória golpista que levou Bolsonaro ao poder, e que vota no Congresso e Senado, lado a lado com a direita tradicional vários crimes da burguesia – nacional e internacional – contra o povo.

Colocar a direita nos atos, esbarra diretamente na negativa do PCO e das organizações populares mais combativas dentro dos Comitês das Frentes. Ou seja, para o PDT passear de mãos dadas com os setores direitistas, mais reacionários, dentro das mobilizações sem serem importunados, e colocarem a candidatura do Ciro Gomes nos atos, choca diretamente com a politica do PCO de manifestações de esquerda e com a palavra de ordem Lula presidente.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.