Não é só o TSE, a Globo também controla as eleições

Ao vivo e para 5 mil pessoas

“Sensacionalismo barato”, diz Coronel Siqueira sobre o DCM

Único dono do perfil irônico no Twitter denunciou "fake news" disseminada por Kiko Nogueira e o DCM

Foto do perfil do Coronel Siqueira e o editor-chefe do DCM, Kiko Nogueira – Foto: Reprodução

“Que jornalismo é esse que a ‘prova’ é a palavra de um morto”, disse em um Espaço aberto no Twitter, com mais de 5,4 mil pessoas, o perfil Coronel Siqueira, criticando o portal DCM pela “fake news” publicada ontem (29) sobre a suposta morte do dono do perfil.

“Se a esquerda continuar nesse nível mental, ano que vem vai ser o Moro”, afirmou, em uma espécie de coletiva de imprensa, que contou com a presença de veículos como o Brasil 247 e o Jornalistas Livres e personalidades como José de Abreu e Gregório Duvivier.

Coronel Siqueira disse que é a única pessoa que tem a senha de seu perfil. Disse que suspendeu a conta ontem a noite porque pensou “isso está indo longe demais”. No entanto, disse que possivelmente vai continuar com o perfil, bem como com sua coluna na Carta Capital. “Talvez esta semana eu dê um tempo até que as coisas esfriem um pouco”, ponderou.

“Muito bom saber que você está vivo e ao vivo”, disse Leonardo Attuch, editor-chefe do Brasil 247 e da TV 247. “Eu acredito que esteja vivo”, opinou Attuch. “Muito bom saber que você está aqui e gostaria de saudar o seu perfil.”

Coronel Siqueira disse que gostaria de saber quais são as provas do DCM. “Não tenho que responder nada. Vocês que têm que comprovar que eu roubei [o perfil]”, expressou. “Considero que dei uma documentação farta para a Carta Capital, a Taís (editora) sabe quem eu sou”, disse, sobre seu texto publicado na tarde desta terça na revista.

“Quando tiraram o Constantine e o Rui, já percebi que estava indo para outro lado que não é o meu”, revelou.

“Achei desumano, é um sensacionalismo barato que pensei que não tinha na esquerda”, desabafou, sobre a live do DCM com uma mulher que estaria de luto pela morte de seu marido, a quem supostamente pensava ser o dono do perfil Coronel Siqueira. “Se é que podemos assumir que o DCM é de esquerda…”, completou.

O dono original do perfil Coronel Siqueira ainda falou que “é um sensacionalismo triste” por parte do DCM e comparou a cobertura do portal com o jornalismo policial e fascista de figuras como José Luiz Datena. “Vale tudo? Chegamos no final da civilização? É tudo por dinheiro?”, questionou. “Eu acho uma vergonha um veículo que se diz sério fazer uma live de 1h30 sobre a vida e a morte do Coronel Siqueira, quem faz isso não tem muito mérito para reclamar do caso do Superman bissexual.” E completou: “isso parece coisa da direita.”

“Eu não tive problema com o Moro, com a Globo, vou ter problema com o Kiko Nogueira?” ─ disse o Coronel Siqueira, destacando a irrelevância dos seus acusadores. “Se eles tentaram atacar minha honra, falharam miseravelmente.”

Questionado sobre uma possível ação judicial contra o DCM, Coronel Siqueira disse que “se fosse entrar com um processo, entraria com o Kiko, que é o dono”, mas ainda não se decidiu e não é um grande adepto desse método.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.