Desespero: usada pelo imperialismo, Cynara Menezes ataca o PCO

"Fake news" da guerra

Nova fábula da grande imprensa: conselheiros mentem para Putin

Segundo a imprensa capitalista, Putin desconheceria a "verdadeira" situação das tropas russas na Ucrânia porque seus conselheiros mentem para ele

Presidente da Rússia Vladimir Putin – Foto: Reprodução

A guerra da Rússia contra a OTAN na Ucrânia se iniciou em fevereiro de 2022 com o reconhecimento das Repúblicas Populares de Lugansk e Donetsk pelos russos e a ação militar especial para proteger ambos esses países e atacar pontos estratégicos ucranianos. Desde o primeiro dia estava claro que as tropas russas tinham a supremacia e que a vitória era apenas uma questão de tempo, o imperialismo não comprou a briga e abandonou o lacaio que criou com o golpe de 2014. Contudo sobre a guerra militar se criou uma guerra mundial da propaganda e visto que Putin esta travando a guerra de forma extremamente cautelosa as fabulas, invenções e notícias falsas para atacar os a Rússia são incontáveis.

As últimas acusações bizarras da imprensa burguesa são de que os próprios conselheiros de Putin estariam mentindo para o presidente por terem medo das consequências. De acordo com a PIG Vladimir Putin seria uma especia de vilão de filme de super-heróis que assassina os seus capangas a sangue frio quando estes não o agradam ou simplesmente quando tem uma súbita vontade. É algo completamente ridículo, Putin não conseguiria obter tanto sucesso em sua política internacional caso agisse como um louco ou não tivesse uma equipe de confiança para aplicar a sua política.

Na realidade são os próprios EUA que possuem esses métodos, os seus capangas nos países em que dominam são abandonados ou até mesmo se tornam seu alvo com extrema facilidade. Na própria Ucrânia Zelensky e os neonazistas foram financiados e organizados pela OTAN mas agora, que não conseguem mais cumprir seu papel, estão sendo abandonados para serem esmagados pelos exércitos russos. Mas isso foi feito no mundo inteiro, no Panamá o quando o General que governava o país apoiado pelos EUA se tornou seu inimigo eles rapidamente invadiram o país prenderam o presidente, que passou o resto da vida no cárcere até morrer quase 30 anos depois.

A notícia da imprensa burguesa acerca do PIG destacou a fala da diretora de comunicação do governo dos EUA, Kate Bedingfield: “acreditamos que Putin está sendo mal-informado por seus conselheiros sobre o desempenho ruim dos militares russos e como a economia russa está sendo prejudicada por sanções porque seus conselheiros seniores têm muito medo de lhe dizer a verdade.” É uma farsa completa, tanto as notícias do desempenho ruim dos militares, que só obtêm grandes exitos desde o início da operação quanto o efeito destrutivo das sanções, que está sendo contornado e até mesmo contra atacado por meio da política de vender o gás em rublos. Na lógica da imprensa burguesa a falsa realidade inventada por eles seria o motivo para os conselheiros de Putin mentirem,

Já Jeremy Fling, diretor da Agência de Inteligência do Reino Unido, afirmou: “Tudo isso contribui para o erro de cálculo estratégico que os líderes ocidentais advertiram a Putin que aconteceria. O conflito se tornou uma guerra pessoal, com o custo sendo pago por pessoas inocentes na Ucrânia e, cada vez mais, por russos também”. A guerra não seria uma disputa política entre o imperialismo que quer deter o controle da Rússia e de seu entorno e a própria Rússia mas sim a loucura de um homem, ou na verdade, um quase um demônio que não pensa na vida dos inocentes. A Inglaterra segue a sua tradição de ser a maior propagadora de notícias falsas da história.

Na realidade um dos maiores escândalo de notícia falsa da guerra na Ucrânia, a destruição do Teatro de Mariupol, cidade com maior concentração de nazistas no mundo, foi inventado pela própria BBC. A reportagem do portal Grayzone revelou que Orysia Khimiak, que trabalha para a BBC e é uma das articuladoras da cobertura da guerra, trabalhou até 2021 em uma empresa de “relações-públicas”, ou seja, propaganda chamada Reface, que foi chamada pela própria imprensa imperialista de “aplicativo de distorção da realidade”. Em resumo, a extrema direita ucraniana está por trás da cobertura da BBC acerca do confronto com a Rússia.

Enquanto a imprensa imperialista inventa uma realidade fabulosa ela impede que a sua concorrência atinja a população mundial. Censura os principais jornais da Rússia, RT, Sputnik e todo o mundo, e vai além disso, censuram cursos de russo, obras de literatura, a letra Z, até mesmo a bandeira da Eslovenia, que é semelhante à da Rússia, foi censurada em alguns países. Para manter o castelo de cartas de pé é preciso impedir qualquer mínima brisa que possa abalar as suas bases fantasiosas. Contudo mesmo com toda a operação gigantesca de propaganda após um pouco mais de um mês da guerra parece que verdade vem cada vez mais a tona.

Vladimir Putin sai do confronto como um grande líder de um povo oprimido que luta contra o imperialismo assim sendo apoiado por uma enorme setor de todos os povos oprimidos do planeta. A guerra tende a ser vencida no futuro próximo e toda a falsidade de que os russos são fracos, o governo é instável, que Putin é um demônio etc será desmascarada. A campanha bizarra da imprensa burguesa irá desmoralizá-la, já todos que se colocaram ao lado do povo oprimido, ao lado da classe operária russa e mundial sairão fortalecidos.

Todo apoio a Rússia em sua luta contra o imperialismo!

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.