Lula no Senai

Quem é mais de esquerda? Um torneiro mecânico ou um acadêmico?

Ditadura nas universidades

UFSCar: Bolsonaro coloca interventor, fraudando as eleições

O professor Adilson Jesus de Oliveira, primeiro colocado na lista para a reitoria da UFSCar, teve o nome vetado pelo presidente Jair Bolsonaro por ser do PT.

Universidade Federal de São Carlos – Foto: Tiago Fernandes

Receba o DCO no Email

O reitor eleito do PT, o professor Adilson Jesus de Oliveira teve o nome vetado pelo presidente fascista Jair Bolsonaro para a reitoria da UFSCar (Universidade Federal de São Carlos), sendo o mais votado pela comunidade acadêmica e primeiro colocado na lista para ocupar o cargo, por causa de sua filiação ao Partido dos Trabalhadores. Ou seja, em sintonia com a agenda ideológica do governo, Bolsonaro fraudou as eleições do candidato à reitoria da UFSCar por ligação com o PT.

E essa não é a primeira vez, pois desde o início de sua gestão, o presidente escolheu 39 reitores para as unidades federais. Desses, 14 foram nomeados por pessoas que não lideravam a lista. E também não será a última, pois há ainda cinco instituições de ensino federal que tiveram um interventor nomeado para comandar a universidade e neste ano, Bolsonaro ainda poderá nomear nove reitores de federais. Sendo que o Brasil tem 69 universidades ligadas ao MEC.

Com o presidente ilegítimo colocando interventor para vetar a eleição, fica cada vez mais claro, com as intervenções que diversas universidades já sofreram pelo país, o perigo iminente de uma ditadura que vem se fechando pelo controle da comunidade acadêmica nas decisões das instituições. Por ser uma universidade federal, a Constituição prevê que o Presidente da República escolha o nome de quem vai ocupar o cargo, ou seja, o professor preterido não fará parte da nova gestão. Reitores e professores veem a postura como um ataque à autonomia universitária.

A professora Ana Beatriz de Oliveira foi empossada como nova reitora da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), nomeada pelo presidente fascista. Porém, a professora da área de fisioterapia não era candidata à reitora e sim a pró-reitora de extensão. Em uma publicação na rede social, a reitora empossada escreveu que “a UFSCar perde a oportunidade de ter um homem grandioso à sua frente e agradeceu o apoio do professor Adilson Jesus de Oliveira”. O texto ainda diz que ela estará à disposição da comunidade acadêmica para representá-lo pelo tempo que for necessário.

Outro ponto abordado na decisão é que no pleito deste ano não foi respeitado o peso de 70% para a manifestação do pessoal docente em relação às demais categorias e a votação foi paritária, atribuindo peso igual para docentes, discentes e servidores técnico-administrativos. Enfim, desde que esse governo ilegítimo e fascista de Bolsonaro assumiu, a educação e todos os setores que não fazem parte da alta burguesia, definham. Com a intenção da direita fascista de privatização das universidades públicas e entregar para o capital. Para barrar estes ataques, apenas a mobilização de professores e estudantes contra o regime golpista.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.