Menu da Rede

Candidatura de Lula precisa ser defendida nas ruas

Colapso da educação

Estrangulada pelo governo, Unifesp só tem verba até setembro

Uma das maiores universidades públicas do país está a ponto de fechar as portas por falta de orçamento

Campus da Unifesp – Unifesp/Divulgação

Receba o DCO no Email

Enquanto a burguesia pressiona pela volta às aulas presenciais, a Unifesp, Universidade Federal de São Paulo, sequer tem verbas para aguentar até setembro. Com apenas mais um mês de orçamento, a universidade viu seus recursos serem cortados em dois terços relacionados ao ano passado, que por sua vez já eram muito inferiores aos anos anteriores. Com apenas R$ 21,1 milhões a instituição ameaça paralisar o funcionamento do Hospital São Paulo.

O hospital atende pelo SUS, sendo ele 100% gratuito e universal, e agora, ainda em época de pandemia, terá que paralisar suas ações pela falta de verbas. Para se ter dimensão da importância da universidade e do hospital basta entender que durante a pandemia o hospital atendeu pacientes com covid 19 enquanto a Universidade participava de testes clínicos da vacina Astra Zeneca e de outros meios de combate à pandemia.

Artigos Relacionados

Trata-se, contudo, de apenas uma das diversas universidades em risco no país. A Universidade Federal do Rio de Janeiro também ameaçou parar as atividades esse ano por falta de orçamento. A Federal do Rio é a principal universidade federal do país, a Unifesp também consta nas mais importantes. A situação de universidades menores é ainda pior. Só na federal de São Paulo serão aproximadamente 23 000 estudantes prejudicados com o seu colapso.

O causador do caos é obviamente a PEC dos gastos que veio após o golpe de 2016, mas soma-se a isso a Aprovação da Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2021, sancionada pela presidência da República em abril, que resultou em cortes enormes para as instituições públicas do país.

Esse é o modelo educacional do neoliberalismo, o intuito é cortar e extinguir o ensino gratuito para colocá-lo ao serviço dos tubarões do ensino privado. O Brasil ainda é um dos poucos países que tem uma educação pública e universal, isso tem sido visado desde a época da ditadura. Agora com o golpe no continente tem sido uma prioridade o sucateamento total dessas universidades para tirá-las do caminho das escolas pagas.

Sobre a situação da universidade, a pró-reitora de Administração, Tania Mara afirmou o seguinte: “Isso porque estamos no modelo de ensino a distância na maior parte de nossos cursos. Se houver a obrigatoriedade do retorno presencial, não seria suficiente sequer para as adaptações mínimas necessárias para atendimento dos protocolos sanitários”. É nessa condição que Bolsonaro e os governadores “civilizados”, como apelidados pela pequena-burguesia de esquerda, querem a volta as aulas.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores

DCO

O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Outros

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.