Menu da Rede

Veja quem são os principais candidatos do PCO no Sul do País

Reabertura criminosa

Apesar de Ômicron, universidades privadas de SP voltam às aulas

Maioria das insituições de ensino superior privadas do estado estão "preparadas" para abandonar o modelo de ensino híbrido e online, lançando os alunos em um verdadeiro genocídio

Aulas presenciais no ABC paulista – Foto: Reprodução

Receba o DCO no Email

Os capitalistas donos de universidades privadas estão ávidos pela retomada das aulas presenciais. Como qualquer outra mercadoria, a educação privada entra no balcão de negócios da burguesia e deve voltar com as aulas presenciais já no começo desse ano. Essa brilhante ideia, no entanto, calhou com a expansão da variante Ômicron, responsável pelo aumento nos índices de internação e contaminação do novo coronavírus. 

A Fundação Getúlio Vargas (FGV) promete começar o ano letivo com presença integral em todos os campis em fevereiro. O adiamento de 15 dias não mudou praticamente nada em relação ao marcado anteriormente (1.º de fevereiro). Segundo o pró-reitor Antonio Freitas, tanto em SP quanto no Rio, o retorno presencial está marcado para o dia 14 de janeiro.

Artigos Relacionados

Na Pontifícia Universidade Católica (PUC-SP), as aulas devem voltar no dia 3 de março, faça chuva faça sol, com ou sem coronavírus. Os alunos de medicina, contudo, colocaram suas vidas em risco antes dos demais, pois a volta às aulas presenciais do curso será antes. 

Essa decisão vale também para a Insper e a ESPM, cujas aulas voltarão no dia 14 de fevereiro. A Insper, no entanto, colocará em prática o esquema do passaporte vacinal. Quem não apresentar o passaporte completo não poderá assistir aula. A Ibmec, no que lhe concerne, não sabe se cobrará o passaporte, mas já tem data marcada para dia 15 de fevereiro com aulas presenciais. Já a Universidade Presbiteriana Mackenzie foi mais cautelosa. As aulas voltarão no dia 1.º de fevereiro, porem de forma remota.

Essa situação ocorre enquanto o governo de SP admite que os dados estaduais da Covid-19 estão defasados. Ora, o que dizer quando o governo contabiliza menos casos para o estado inteiro em comparação ao registrado pela prefeitura somente na capital. Algo de estranho acontece na burocracia controlada pela direita paulistana. Entre 1.º e 19 de janeiro o município notificou 96.932 casos, ao passo que o governo paulista teve apenas 67.413 notificações para o estado todo. Essa política é um verdadeiro genocídio se considerarmos o aumento vertiginoso nos casos por conta da variante Ômicron. Logo em São Paulo, um dos estados mais deficientes no combate à pandemia. Toda essa articulação por parte da burguesia busca rifar a vida dos estudantes e trabalhadores para acumular mais capital.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores

DCO

O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Outros

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.