A farra das empresas de ônibus com dinheiro público

DCO

Um fórum para a esquerda verdadeiramente progressista

O DCO ampliou sua lista de colunistas, passando a contar com ainda redatores, não necessariamente militantes, mas contribuintes na nossa imprensa revolucionária.

https://www.causaoperaria.org.br/category/rede/dco/opiniao/colunistas/ – DCO

Receba o DCO no Email

Recentemente, o número de colunistas do Diário da Causa Operária, nosso periódico diário, com cerca de 40 matérias todos os dias, contou com um aumento significativo. A meta é passar de dois para sete colunistas diários, totalizando 49 colunistas por semana. O aumento está acontecendo de maneira gradual, ou seja, aos poucos. Temos, até o momento, 39 colunistas semanais, faltando apenas 10 para alcançarmos a meta. O aumento do alcance do DCO vem acompanhado desse aumento de colunistas diários.

Pegamos algumas declarações com o companheiro Eduardo Vasco, editor do Diário da Causa Operária. De acordo com ele: “Fazemos isso na medida em que entendemos a necessidade de aprimorar a comunicação do partido, principalmente o site, o DCO, que é o principal veículo de comunicação digital do partido, onde, diariamente, o nosso público pode ver de uma maneira bem detalhada qual é a política do PCO”, explicando que, conforme cresce nossa influência, por conta da situação política, ela exige uma propaganda adequada (portanto, a ampliação do DCO).

Novos Colunistas

Entre os nossos novos colunistas estão diversos militantes do partido, como por exemplo Vinícius Rodrigues, que estreou no Diário com a matéria “Takbir: Allahu Akbar!”, tratando sobre o tema da religião e sua importância na relação com os povos oprimidos, citando, sem preconceito característico da pequeno-burguesia identitária, o caso do Talibã e da situação do imperialismo no Afeganistão.

Outro colunista que estreou recentemente foi Leonardo Attuch, que escreveu a matéria “a prova que saúde não é mercadoria e não pode ser privatizada”, tratando do caso da Prevent Senior, defendendo a estatização das redes de saúde por se tratar de um direito fundamental.

Leonardo Attuch é um dos fundadores do Brasil 247, um importante órgão da esquerda que se opõe à imprensa hegemônica e mantém um conteúdo independente. Na tv 247, o companheiro Rui Costa Pimenta apresenta uma análise política da semana, demonstrando o caráter democrático dessa imprensa – que, como citado no livro A Era da Censura das Massas, também vem sendo atacada pelo algoritmo das redes sociais, com cortes de alcance.

Paulo Amaro Ferreira é um companheiro muito próximo ao partido, professor de história no Rio Grande do Sul, que apresenta o programa “Não Compre Jornais, Minta Você Mesmo”, com Eduardo Vasco, e é um dos nossos colunistas. Ele escreveu, recentemente, sobre a Revolução Farroupilha, um marco na história do Brasil.

Legitimamente um fórum progressista e democrático

Um fórum democrático, que é o que a nossa imprensa se propõe a ser com sua ampliação, é um local em que as mais diversas personalidades de esquerda se encontram e publicam matérias defendendo os trabalhadores e suas condições de vida. Um local onde os companheiros que escrevem as matérias opõe-se ao golpe de Estado e sua sequência, que foi a eleição de Bolsonaro; onde se opunham à dominação por parte da direita golpista de todo o aparato da imprensa, que hoje forma um verdadeiro monopólio.

O Diário da Causa Operária tem um alcance tão essencial que, no mês de setembro, ultrapassou 400 mil visualizações. Para se mensurar, 400 mil visualizações mensais era o quanto tínhamos ano passado, antes do aumento gigantesco da censura na internet. Ou seja, mesmo com a censura, graças à nossa linha política correta e ao crescimento de nossa influência, conseguimos recuperar o patamar do ano passado e estamos em tendência de crescimento. O aumento de colunistas e do volume de matérias cumpre o papel de dar conta desse aumento da demanda e, mais ainda, incentivar que novos setores leiam o diário, justamente por ele estar sempre atualizado, com muitas opiniões.

Buscamos, ainda, ampliar o nosso número de redatores. Em relação a isso, devemos analisar o fato de que muitos militantes ainda não escrevem para o Diário. Caso consigamos esse aumento no número de redatores que estamos buscando para a imprensa, potenciá-la-emos ainda mais. Os filiados, contatos próximos e simpatizantes são bem-vindos na escrita do Diário, como redatores fixos, e, caso tenham interesse em contribuir com artigos para o Diário, podem entrar em contato com o partido. A essa atividade, de total importância, incentiva-se os militantes e simpatizantes a marcarem um dia na semana para escreverem de forma fixa para o DCO.

Não precisa ser militante, apenas defender uma imprensa independente e de esquerda

Como foi dito, as colunas na imprensa revolucionária não se limitam aos militantes do PCO. Outros companheiros de diferentes organizações, como o Gabriel Araújo do MNLM (Movimento Nacional de Luta por Moradia) e o Cláudio Corvo (militante do PT) também têm suas colunas no Diário.

As pessoas têm interesse em conhecer a imprensa revolucionária, a serem apresentadas a um outro ponto de vista que não ao da Rede Globo. E contar com figura extremamente importantes e muito consolidadas no quesito de imprensa independente, como o grande companheiro Leonardo Attuch, que mantém o Brasil 247 e dá espaço para as lideranças de esquerda, tê-lo como um dos colunistas do DCO apenas demonstra o avanço do nosso diário, da nossa imprensa e das nossas palavras de ordem.

Devemos continuar lutando por uma imprensa verdadeiramente progressista e de esquerda, que não se coloca à reboque da Folha e d’O Globo como fazem os partidos da esquerda. É o caminho para o fim dos monopólios e da hegemonia dos grandes meios de comunicação, que criam uma verdadeira ditadura contra o povo. A imprensa operária e independente, construída pelos próprios militantes e simpatizantes, é o principal meio para difundir e defender as reivindicações da classe trabalhadora.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.